Quando se fala em ciências da saúde, a carreira de Medicina é, com certeza, uma das mais lembradas.

No entanto, a Fisioterapia também pode ser uma boa opção de curso, com uma formação voltada ao bem-estar do ser humano e boas oportunidades no mercado de trabalho. Pensando nisso, preparamos este guia com tudo o que você precisa saber sobre a profissão do fisioterapeuta — da graduação ao dia a dia profissional.

Prepare-se para ingressar no universo da Fisioterapia e boa leitura!

O que é Fisioterapia?

Na área da saúde, o ramo da Fisioterapia é aquele dedicado à pesquisa, diagnóstico, prevenção e tratamento de disfunções na estrutura óssea e muscular do corpo humano.

Por reunir conhecimentos diversos, que vão de Biologia e Fisiologia às questões comportamentais e técnicas terapêuticas, esse segmento é bastante rico, abrangendo tanto o cuidado com a parte física dos pacientes quanto a promoção de bem-estar e qualidade de vida

Curso de Fisioterapia

Dependendo da grade curricular da faculdade escolhida, a graduação em Fisioterapia pode ter duração média de quatro a cinco anos.

Ao longo dos semestres, as matérias equilibram conhecimentos das áreas de ciências biológicas, como Anatomia, Fisiologia e Patologias, e de ciências humanas, como Políticas de Saúde Pública e Desenvolvimento Humano e Social.

Além disso, os alunos também entram em contato com disciplinas mais específicas da Fisioterapia, como:

  • Ergonomia;
  • Biomecânica
  • Ortopedia e Traumatologia;
  • Órteses e Próteses;
  • Massoterapia e Termoterapia;
  • Técnicas Preventivas.

É interessante destacar, ainda, a importância das aulas teóricas e atividades em laboratórios e clínicas que complementam o currículo do curso e possibilitam o contato com o dia a dia da profissão e um melhor preparo para a realidade do mercado.

Por fim, para conquistar o tão sonhado diploma, são obrigatórias a realização de um estágio e a apresentação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Áreas da Fisioterapia

Ao se formar em Fisioterapia, os profissionais têm à sua frente uma ampla gama de oportunidades. Neste tópico, vamos listar algumas das principais áreas de atuação.

Saúde preventiva

Tão importante quanto investir no tratamento das lesões é evitar que elas surjam. Para isso, os profissionais dedicados aos cuidados preventivos utilizam técnicas de respiração, alongamento, relaxamento e correção postural para evitar futuras doenças musculares.

Eligis - teste vocacional e profissional

Ortopedia e traumatologia

A Fisioterapia Traumato-Ortopédica é um dos segmentos mais conhecidos da profissão. Seus principais objetivos são promover o alívio da dor, a recuperação dos movimentos, bem como prevenir e tratar complicações nos ossos, músculos, nervos e articulações.

Fisioterapia cardiorrespiratória

O foco nas áreas cardiológica e respiratória é muito importante para garantir mais qualidade de vida e bem-estar aos pacientes. Para isso, os fisioterapeutas utilizam técnicas específicas e exercícios que auxiliam tanto na prevenção de doenças quanto na reabilitação pós-cirúrgica.

Fisioterapia desportiva

Ao acompanhar a rotina de treinos e competições dos atletas de diferentes modalidades, esse ramo da Fisioterapia garante a prevenção e o tratamento de lesões e traumas causados pelas atividades físicas.

Fisioterapia do trabalho

O cuidado com a saúde ocupacional tem ganhado cada vez mais relevância na atualidade. Nesse setor, o fisioterapeuta acompanha a rotina de trabalho nas empresas e promove ações que ajudem a prevenir o surgimento de doenças como a lesão por esforço repetitivo (LER) ou problemas causados por má postura e uso incorreto de equipamentos.

Fisioterapia dermatofuncional

Por meio de massagens e do uso tecnologias que utilizam raios laser, infravermelhos e ultravioletas, a fisioterapia dermatofuncional ajuda a acelerar o processo de cicatrização, reduz lesões e diminui o desconforto pós-cirúrgico.

exame fisioterapia

Faculdades de Fisioterapia

O curso superior de Fisioterapia é oferecido por diversas faculdades públicas e particulares em todo o Brasil. Porém, de acordo com a edição 2019 do RUF (Ranking Universitário Folha), as universidades federais e estaduais ainda ganham destaque, sendo as cinco melhores:

  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade de Brasília (UnB);
  • Universidade Federal de São Carlos (UFScar);
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).

Além de uma boa avaliação dessa listagem, para fazer a escolha certa é interessante levar em consideração os seguintes aspectos:

  • avaliação do Ministério da Educação (MEC) e indicadores de qualidade da instituição de ensino;
  • grade de disciplinas atualizada e boa qualificação do corpo docente;
  • diferenciais acadêmicos, como projetos de pesquisa, possibilidades de intercâmbio e outras atividades extracurriculares;
  • possibilidade de bolsas de estudo e financiamentos estudantis caso a faculdade seja particular.

A carreira em Fisioterapia

O fisioterapeuta tem como funções principais prevenir, diagnosticar e tratar lesões e problemas causados por malformação genética, acidentes, problemas musculares ou ósseos ou mesmo vícios de postura.

Todas essas possibilidades abrem muitas oportunidades de atuação no mercado, fazendo com esse profissional possa se especializar em diferentes segmentos. Porém, para que ele possa exercer plenamente a profissão, é necessário obter registro no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO).

Quanto ganha um fisioterapeuta?

A média salarial de um fisioterapeuta no Brasil tem um índice é superior a R$ 2.100,00 mensais. No entanto, esse número pode variar de acordo com o tipo de função exercida, o tempo de experiência e da região do país em que o profissional se encontra.

Como está o mercado de trabalho para os fisioterapeutas?

Mesmo em meio à crise econômica do país, o mercado para os fisioterapeutas tem apresentado boas oportunidades que vão além dos tradicionais serviços nas áreas mais tradicionais, como a ortopedia.

A preocupação cada vez maior com a qualidade de vida, alinhada ao cuidado com a saúde, tem aumentado a expectativa de vida da população e, consequentemente, a demanda por fisioterapeutas especialistas na área geriátrica.

A gameterapia, que utiliza a tecnologia dos jogos eletrônicos na reabilitação de pacientes, também tem se destacado como uma técnica inovadora, dinâmica e com excelentes resultados.

Independentemente da especialidade escolhida, uma boa dose de dedicação e a realização de cursos de atualização são diferenciais muito importantes para quem quer se destacar na profissão.

E agora que você já está bem-informado sobre as possibilidades que a carreira na Fisioterapia oferece, que tal conhecer mais sobre o mundo das faculdades e conferir boas dicas que vão ajudar na sua escolha profissional? Acesse o blog Orientu e saiba mais!

Você pode gostar também