Escolher uma carreira profissional pode não ser uma decisão tão simples. Além de decidir o curso e a instituição de ensino, também é preciso pensar em qual área de atuação seguir.

Esse é um dos pontos mais importantes a se considerar, pois, dependendo do seu desejo, ele dita rumos totalmente diferentes do que você poderia estar planejando durante toda uma vida.

Quer entender melhor essa relação? Confira nosso artigo!

O que é área de atuação?

A área de atuação profissional é, basicamente, o segmento em que você deseja construir sua carreira, de forma mais afunilada e especializada.

Vamos exemplificar pensando em um comércio. Você tem uma loja que vende acessórios para celular.

A vida profissional funciona do mesmo jeito. Nesse caso, os acessórios vendidos são o segmento, ou seja, a área de atuação

Como escolher a área de atuação?

Você pode escolher a área de atuação antes mesmo de definir o curso de graduação ou, após, durante a faculdade.

O importante é informar-se direitinho sobre a profissão que deseja seguir e, assim, fazer a opção mais adequada aos seus objetivos.

Por exemplo, muitas pessoas gostariam de trabalhar na área de educação e acabam optando pela Pedagogia.

Entretanto, a Psicologia seria uma opção mais adequada, porque não desejam estar em sala de aula. O foco é contribuir com a formação das crianças e os seus possíveis problemas de aprendizagem.

Outra situação é a da Medicina. Muitos estudantes desejam atuar como médicos e trabalhar salvando vidas. Porém, ao iniciar a faculdade, não fazem ideia da carreira que desejam seguir.

Conforme os anos passam e precisam cumprir com os estágios, essa definição vai se tornando mais nítida. 

Eligis - teste vocacional e profissional

Exemplos de áreas de atuação

Cada profissão apresenta um leque de possibilidades de atuação. Confira, a seguir, alguns exemplos.

 Área de atuação do biomédico

Quem se forma em Biomedicina pode fazer uma pós-graduação, um mestrado, cursos de especialização ou prestar concurso público para as seguintes áreas:

  • acupuntura;
  • análises ambientais — identifica as condições da água e do esgoto e atua no tratamento do meio-ambiente;
  • análises bromatológicas — quando os relatórios são voltados para a análise de produtos alimentícios;
  • análises clínicas;
  • auditoria;
  • biologia molecular — os estudos da área são relacionados à genética e bioquímica;
  • banco de sangue;
  • biomedicina estética — aplicação de técnicas não cirúrgicas;
  • citologia oncótica — trabalha com o diagnóstico de doenças por meio de análises celulares;
  • docência e pesquisa;
  • genética;
  • imagenologia — trabalha no diagnóstico por imagens, atuando com tomografia computadorizada, ressonância magnética, medicina nuclear, ultrassonografia, radiologia e radioterapia;
  • informática de saúde;
  • microbiologia dos alimentos — busca identificar organismos que podem interferir na qualidade dos produtos alimentícios;
  • reprodução humana;
  • perfusão — biomédico que participa de cirurgias cardíacas para monitorar a oxigenação, a pressão, a temperatura e coagulação sanguínea (essa área exige especialização em Circulação Extracorpórea);
  • sanitarista — trabalha junto à Vigilância Sanitária, Epidemiológica e Zoonoses;
  • saúde pública;
  • toxicologia — estuda os efeitos das substâncias químicas no corpo. 

Área de atuação da psicologia

Os psicólogos têm um amplo leque de atuação. As principais áreas da Psicologia incluem:

Área de atuação do nutricionista

área de atuação nutrição

Em relação à Nutrição, o profissional tem as seguintes áreas a seu dispor:

  • nutrição clínica — para aqueles que desejam atuar em clínicas, hospitais, SPAs, asilos, consultórios home care, entre outros ambientes, promovendo a saúde nutricional de pacientes debilitados ou saudáveis;
  • indústria de alimentos — na indústria de alimentos e suplementos, pode atuar no desenvolvimento de produtos, na pesquisa, no controle da produção e em muitas outras funções que possam preparar os componentes para a circulação e comercialização;
  • nutrição esportiva — destinada para aqueles que desejam dedicar-se à carreira, contribuindo com o acompanhamento de atletas de alto nível, nas mais variadas modalidades desportivas;
  • saúde coletiva — com atuação na promoção da saúde e educação no âmbito coletivo, esses especialistas são muito requisitados pelo poder público e pelas ONGS;
  • escolas — dentro da escola, o nutricionista planeja as refeições, avalia a aceitação por parte de alunos e colaboradores, supervisiona a distribuição da merenda e participa ativamente de todos os processos relacionados à alimentação das crianças;
  • marketing na área de alimentação e nutrição;
  • gastronomia — o nutricionista atua dentro dos restaurantes, contribuindo com a elaboração de cardápios balanceados, no controle de qualidade e das condições de higiene;
  • pesquisa e docência.

Área de atuação do farmacêutico

Algumas áreas de atuação em Farmácia são as mesmas da biomedicina. Isso acontece porque, na área da saúde, geralmente há vários profissionais com formações diferentes envolvidos em um mesmo processo.

Dito isso, quem se forma em Farmácia pode atuar em:

  • acupuntura;
  • administração de laboratório clínico;
  • administração farmacêutica;
  • administração hospitalar;
  • análises clínicas;
  • assistência domiciliar em equipes multidisciplinares;
  • atendimento pré-hospitalar de urgência e emergência;
  • auditoria farmacêutica;
  • bacteriologia clínica;
  • banco de cordão umbilical;
  • banco de leite humano;
  • banco de sangue;
  • banco de sêmen;
  • banco de órgãos;
  • biofarmácia;
  • biologia molecular;
  • bioquímica clínica;
  • bromatologia;
  • citologia clínica;
  • citopatologia;
  • citoquímica;
  • controle de qualidade e tratamento de água, potabilidade e controle ambiental;
  • controle de vetores e pragas urbanas;
  • cosmetologia;
  • exames de DNA;
  • farmacêutico na análise físico-química do solo;
  • farmácia antroposófica;
  • farmácia clínica;
  • farmácia comunitária;
  • farmácia de dispensação;
  • fracionamento de medicamentos;
  • farmácia dermatológica;
  • farmácia homeopática;
  • farmácia hospitalar;
  • farmácia industrial;
  • farmácia magistral;
  • farmácia nuclear;
  • farmácia oncológica;
  • farmácia pública;
  • farmácia veterinária;
  • farmácia-escola;
  • farmacocinética clínica;
  • farmacoepidemiologia;
  • fitoterapia;
  • gases e misturas de uso terapêutico;
  • genética humana;
  • gerenciamento de resíduos dos serviços de saúde;
  • hematologia clínica;
  • hemoterapia;
  • histopatologia;
  • histoquímica;
  • imunocitoquímica;
  • imunogenética e histocompatibilidade;
  • imunohistoquímica;
  • imunologia clínica;
  • imunopatologia;
  • meio ambiente, segurança no trabalho, saúde ocupacional e responsabilidade social;
  • micologia clínica;
  • microbiologia clínica;
  • nutrição parenteral;
  • parasitologia clínica;
  • saúde pública;
  • toxicologia clínica;
  • toxicologia ambiental;
  • toxicologia de alimentos;
  • toxicologia desportiva;
  • toxicologia farmacêutica;
  • toxicologia forense;
  • toxicologia ocupacional;
  • toxicologia veterinária;
  • vigilância sanitária;
  • virologia clínica. 

Cada profissão parece ter o seu próprio mundo em relação à área de atuação. Não se preocupe, pois você não precisa fazer essa escolha agora. Durante a graduação, conforme os assuntos vão se aprofundando, fica mais fácil encontrar um segmento com o qual se identifica. 

Caso ainda não tenha decidido qual curso superior fazer, saiba mais sobre o teste vocacional e como ele pode ajudar!

Você pode gostar também