Escolher qual curso fazer é sempre uma decisão importante, que exige atenção e muito cuidado. Você está passando por esse momento? Então certamente já sabe que é fundamental ficar de olho nas principais tendências para os próximos anos e no que o mercado demanda. Uma ótima opção para você pode ser a área de TI (Tecnologia da Informação), que engloba a Engenharia de Software.

É claro que ter interesse pelo segmento de tecnologia e alguma familiaridade com a profissão são aspectos que contam muito. Não se esqueça que você vai apostar no seu futuro, então procure investir no que você realmente gosta e naquilo que se imagina trabalhando daqui a alguns anos.

Quer conhecer um pouco mais sobre a Engenharia de Software? Então prepare-se, pois trouxemos um guia completo sobre o curso, a profissão e o mercado de trabalho. Continue acompanhando e aproveite!

O que é Engenharia de Software?

Esse ramo de TI é voltado para o desenvolvimento de programas e de softwares computacionais. Isso envolve criar, planejar, testar e fazer a manutenção desse tipo de ferramenta.

Podemos dizer que um software é basicamente a “parte lógica” do computador, incluindo os programas instalados e o sistema operacional. Dessa forma, é função do profissional de Engenharia de Software projetar e reproduzir toda essa parte da computação, além de administrar sistemas computacionais e bancos de dados, lidando com determinadas documentações relacionadas a manuais de instruções e gestão de projetos.

É importante saber que essa profissão está envolvida com o planejamento de plataformas digitais de todos os tipos, com jogos de computador, aplicativos de celular e sistemas específicos, como os que são destinados aos setores de medicina e bancários.

Esses engenheiros desenvolvem tudo pensando na produtividade e no alto desempenho das áreas de destino dos sistemas.

Engenharia de Software: curso

A graduação de Engenharia de Software aborda os principais fundamentos da computação, focando principalmente na construção, na manutenção e no gerenciamento de softwares. No currículo, há a presença de alguns conteúdos de matemática e engenharia, além de conceitos e arquitetura de programas e gestão da produção.

No início do curso, as disciplinas são introdutórias à programação e à engenharia, incluindo lógica, matemática e algoritmos. No meio do curso, o estudante vai ter contato com todas as etapas da produção de um software.

Nos últimos semestres serão trabalhadas as especificações para dispositivos móveis, jogos e web, por exemplo. Vale lembrar que o aluno deve fazer o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e também o estágio para que possa pegar o diploma. A duração do curso de Engenharia de Software geralmente é de 5 anos, mas isso depende da faculdade escolhida.

As grades curriculares também variam de acordo com a faculdade. De maneira geral, as principais disciplinas do curso são:

  • Cálculo Diferencial e Integral;
  • Arquitetura de Software;
  • Desenvolvimento de Sistemas para Dispositivos Móveis;
  • Design e Interação;
  • Desenvolvimento de Sistemas Web;
  • Estrutura de Dados;
  • Engenharia de Linguagens;
  • Fundamentos e Arquitetura dos Computadores;
  • Gerenciamento de Software;
  • Fundamentos Matemáticos da Computação;
  • Introdução à Organização e Arquitetura dos Computadores;
  • Introdução às Técnicas de Programação;
  • Gestão de Projetos;
  • Introdução a Sistemas Operacionais;
  • Linguagem de Programação.
Eligis - teste vocacional e profissional

Engenharia de Software: o que faz

Você já viu que essa área volta-se totalmente para o desenvolvimento da programação e que o profissional de Engenharia de Software é responsável por estruturar e testar novos programas, além de fazer suas devidas manutenções. Veja agora mais algumas de suas funções:

  • administrar projetos ligados aos softwares;
  • criar aplicativos e softwares;
  • efetuar testes nos sistemas;
  • estruturar o design dos programas.

O cientista da computação é muito mais teórico dentro da informática, já que trabalha com a criação de algorítimos, modelos matemáticos e com o desenvolvimento lógico de processos aplicados em peças eletrônicas e mecânicas que são mediados por computadores.

engenheiro da computação, por sua vez, trabalha especialmente com o desenvolvimento de hardware, tendo a responsabilidade de criar sistemas periféricos e computadores. Sendo assim, é importante não confundir essas duas profissões com o Engenheiro de Software, afinal, esse profissional tem a função de lidar com o desenvolvimento de programas de modo a permitir um ótimo desempenho e mais produtividade.

Engenharia de Software: faculdades

Existem aproximadamente 50 instituições de ensino no Brasil que são credenciadas pelo MEC ofertando a graduação em Engenharia de Software. Alguns dos cursos avaliados com nota alta estão em universidades públicas, podendo também ser encontrados na modalidade a distância (EAD). Confira algumas instituições:

  • Universidade de Brasília (UNB);
  • Universidade Federal de Goiás (UFG);
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG);
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR);
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN);
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM);
  • Universidade Federal do Ceará (UFC);
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA).
computadores engenharia de software

Nota de corte do curso

Veja, a seguir, quais foram as menores e as maiores notas de corte do SISU 2020:

  • a menor nota de corte para o curso de Engenharia de Software foi 632.6, registrada na UNIPAMPA (Fundação Universidade Federal do Pampa), em Alegrete (SC), na modalidade ampla concorrência;
  • nas Universidades Estaduais, a menor nota foi 639.78, registrada na UDESC (Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina), em Ibirama (SC), na modalidade ampla concorrência;
  • a maior nota de corte para o curso foi 752.02, registrada na UFG (Universidade Federal de Goiás), em Goiânia (GO), na modalidade ampla concorrência;
  • nas Universidades Estaduais, a maior nota foi 665.68, na modalidade ampla concorrência, registrada em Garanhuns, em Pernambuco, na UPE (Universidade de Pernambuco).

Engenharia de Software: EAD

Uma ótima notícia para as pessoas que querem se formar nessa área é que é possível fazer a graduação a distância. No curso de Engenharia de Software EaD, você tem a oportunidade de fazer seus horários, além de poder estudar de casa via internet. Em muitas faculdades você também pode assistir às aulas ao vivo no polo EaD mais perto de você.

Caso você perca as transmissões ao vivo, é possível assistir à aula no ambiente virtual de aprendizagem quando e onde você quiser. Algumas faculdades que ofertam o curso de Engenharia de Software a distância são:

Vale lembrar que o diploma do curso de Engenharia de Software EaD é válido formalmente, desde que a instituição de ensino escolhida seja reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) e esteja autorizada a oferecer a graduação nesse formato.

Mercado de trabalho

O Brasil apareceu como o 9º colocado entre os países que mais fazem investimento em tecnologia da informação no ranking mundial. De acordo com dados divulgados pelo portal da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Softwares), foram 47 bilhões investidos durante todo o ano. Tal cenário mantém o setor aquecido para esses profissionais.

O mercado de inovação e tecnologia impulsiona as empresas, e para atender a toda a demanda, elas vão em busca de bons especialistas em Engenharia de Software. Você com certeza vai encontrar um ótimo bom mercado nessa área.

O uso massivo de tablets e de celulares pela população brasileira também aumenta a busca por profissionais preparados e qualificados para lidar com esses sistemas. Nesse caso, o Engenheiro de Software é contratado para que desenvolva jogos e demais aplicativos, que passaram a ser uma ferramenta importante de negócio, afinal, há algum tempo, os empreendimentos passaram a usar os apps para oferecer serviços aos consumidores e aumentar suas vendas.

Engenharia de Software: salário 

O salário desse profissional pode variar, como acontece em qualquer outra área. Tudo depende da faculdade escolhida, da qualidade do serviço prestado e também do currículo profissional. Além disso, quanto mais conhecimento na área, mais fácil vai ser para atingir sucesso na carreira.

A média salarial desse profissional gira em torno de R$ 4,6 mil, mas esse salário pode chegar a R$ 22 mil — valor que geralmente é pago a profissionais seniores da área que trabalham em grandes corporações.

Cursar Engenharia de Software é uma ótima escolha para as pessoas que têm afinidade com a área de tecnologia. O mercado sempre está aquecido para esse profissional, além de oferecer uma ótima remuneração e grandes oportunidades para atuar em empresas de todos os portes. Escolhendo um bom curso e se dedicando aos estudos, é possível ter uma boa preparação para conquistar um cargo de alto nível e impulsionar a sua carreira.

Gostou de saber mais detalhes sobre o curso de Engenharia de Software? Então aproveite para saber quais são as melhores faculdades do país.

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também