O processo de escolha de curso e profissão costuma ser estressante e conturbado. Isso torna-se ainda mais complexo quando essa decisão tem de ser tomada ainda no ensino médio, por jovens de 16 a 18 anos, pressionados pelos vestibulares.

Por isso, nesse artigo mostraremos algumas dicas para ajudar você a escolher o seu curso para que, dessa forma, você evite frustrações futuras! Vamos lá?

1. Faça uma lista do que você gosta de estudar

O primeiro passa para você que não faz ideia de qual curso fazer, é começar fazendo uma lista das suas matérias preferidas e quais você se saia bem na escola. Depois, faça uma priorização dessas matérias e identifique a principal.

Esse é um bom ponto de partida, pois se você descobriu que gosta mais de matérias de humanas, busque por cursos superiores nesta linha. Agora, se o seu forte for matérias de exatas, pesquise quais são os cursos existentes na área.

2. Faça pesquisas

Fazer pesquisas dos principais cursos existentes é muito importante para que você conheça e esteja informado(a) das diversas possibilidades que você terá.

Nossa dica é pesquisar em sites confiáveis e que forneçam informações verdadeiras a respeito dos cursos e mercado de trabalho. Se preferir, acesso sites de faculdades e de orientação profissional para te ajudar nas suas pesquisas.

3. Fortaleça o autoconhecimento

meditação autoconhecimento

Outro ponto importante para decidir qual curso fazer é fortalecer o seu autoconhecimento. Mas por onde começar?

O exercício de autoconhecimento é a longo prazo e deve sempre estar sendo cultivado por você, além de ser fundamental para que a escolha do curso seja mais acertada. Isso porque quando nos conhecemos e entendemos aquilo que faz sentido para nós, alcançamos caminhos muito mais alinhados ao nosso propósito.

Duas dicas principais para fortalecer o seu autoconhecimento é definir as suas habilidades e preferências em relação a alguma área de conhecimento, sendo esta uma forma interessante de visualizar quem você é e quais os seus gostos.

A segunda dica é iniciar práticas meditativas na sua rotina. A meditação será capaz de diminuir os sintomas da ansiedade e estimular a autocompreensão.

4. Faça um teste vocacional

Quando o assunto é decidir qual curso fazer, o seu grande aliado pode ser a realizar de testes vocacionais. Isso porque o teste vocacional te dará uma primeira ideia de quais são os cursos que mais se encaixam no seu perfil.

O resultado do teste vocacional será baseado nas suas respostas a respeito do seu perfil, habilidades, aptidões e expectativa sobre o futuro. Tendo em mãos os cursos que mais se combinam com você, ficará mais fácil de tomar essa importante decisão.

Eligis - teste vocacional e profissional

5. Converse com alunos de universidades

É possível que você conheça alguém da sua família ou algum amigo que esteja na faculdade, certo? Nossa dica é para que você converse com essas pessoas para entender como funciona o curso, como é o dia-a-dia dos alunos e peça auxilio dessas pessoas sobre quais cursos são interessantes e que estejam alinhados com você.

Entender como o curso funciona na prática e como é a experiência de estar na faculdades pode te ajudar você a decidir qual curso fazer.

Por que tantas pessoas abandonam ou trocam de curso no meio do caminho?

Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), cerca de 56,8% dos estudantes que ingressaram na faculdade em 2010 acabaram desistindo do curso até 2016. Apenas 37,9% concluíram os estudos, enquanto os outros 5,3% continuavam na graduação após 6 anos.

Esses números ilustram o tamanho do problema, e mostram que a precipitação na escolha da carreira afeta muito mais pessoas do que parece. Mas por que isso ocorre?

Por tratar-se de uma decisão tomada extremamente cedo, a probabilidade de erros acaba sendo relativamente grande. Estudantes acabam escolhendo seus cursos por incontáveis motivos, seja por pressão familiar, ou até por razões financeiras.

O problema começa quando essa decisão não se baseia em informações essenciais como a grade curricular, quais as possíveis áreas de trabalho, o que um profissional realiza em seu dia a dia, entre outras.

São diversas variáveis para se levar em consideração, por isso muitos encontram dificuldade em acertar na escolha logo na primeira tentativa, trazendo diferentes consequências.

Efeitos e consequências de uma escolha ruim

Uma decisão tão difícil quanto a escolha de seu curso, é saber quando a mudança é necessária. Imagine estudar tanto para passar no vestibular, para mais tarde perceber que aquilo não era realmente o que você esperava?

Confira alguns efeitos que a escolha errada do curso pode causar nos estudantes:

banner-anuncio-ORIENTU TIM 01

Insatisfação no trabalho

Infelizmente, não gostar do que você faz é extremamente comum. Em 2017, o consultor de carreiras Fredy Machado realizou uma pesquisa em 26 Estados brasileiros.

Os dados mostram que 36,52% das pessoas relataram estar infelizes com seu trabalho e 64,24% dos profissionais afirmaram que gostariam de fazer algo diferente do que fazem hoje para serem mais felizes.

Por isso, é de extrema importância pesquisar os desafios que um profissional enfrenta no seu dia a dia, e não apenas as matérias presentes no seu curso escolhido. A parte financeira certamente tem um peso grande na decisão de muitos, mas lembre-se que a felicidade a longo prazo não depende apenas dessa variável.

Baixa performance no trabalho ou faculdade

Outro efeito de uma decisão errada de curso ou carreira é a baixa performance no dia a dia.

Quando alguém não gosta do que faz, sua motivação certamente será afetada. Isso muito provavelmente refletirá na sua performance, seja na faculdade, seja no trabalho.

Normalmente, essa questão se manifesta apenas com certo tempo, mas é um importante aliado para você perceber que talvez o caminho escolhido não foi o ideal.

Agora que já citamos diversas consequências de uma escolha errada, esperamos que esse artigo sirva como um sinal de alerta.

É necessário parar e pensar cuidadosamente nos detalhes que envolvem seu futuro. Ninguém pode fazer uma escolha tão importante como essa por você, mas com certeza podemos te ajudar nessa jornada!

Faça o teste vocacional da Orientu!

Você sabia que você pode realizar o seu teste vocacional grátis com a Orientu? O aplicativo possibilita uma experiência única e agradável para que você tenha uma primeira ideia dos cursos que mais combinam com o seu perfil. Para isso você vai precisar responder quatro perguntas, que são:

 Quais atividades você gostaria que fizesse parte do seu trabalho?

 Quais as suas matérias preferidas e que gostaria de continuar estudando na faculdade?

 Quais as matérias você NÃO quer continuar estudando?

 Quais as habilidades que você já possui?

Depois de responder todas as perguntas, você terá em mãos uma lista dos cursos que mais combinam com você, além de poder saber como o curso funciona, como está o mercado daquela profissão e muito mais!

Baixe agora mesmo o App gratuitamente, que está disponível para Android e IOS:

google play
apple store
Você pode gostar também