Curso pouco conhecido entre os estudantes em geral, a graduação em cinema é uma área que vai muito além da produção de filmes e séries. Como uma formação encontrada principalmente nas universidades particulares, o estudo do cinema possibilita ao profissional a especialização em várias vertentes artísticas, como veremos a seguir.

Sendo encontrado tanto na modalidade de bacharelado quanto na de tecnólogo, cabe esclarecer primeiramente que esse curso também pode ser reconhecido pelo nome de Cinema e Audiovisual, a depender da universidade.

Mas você já sabe como é o curso de cinema e quais são as possibilidades de carreira no Brasil? Acompanhe o texto até o final e conheça!

Curso de cinema

Podendo ser concluído, em média, com 4 anos de estudos (ou 8 semestres letivos), essa área permite ao estudante atuar com:

  • produção de filmes em geral;
  • direção de cinema;
  • fotografia;
  • captação de som;
  • desenvolvimento de desenhos animados;
  • elaboração de conteúdos audiovisuais publicitários;
  • roteirização de produções audiovisuais;
  • criação de personagens.

Com isso, já podemos perceber que esse campo de estudos não se relaciona apenas com a produção de filmes, até porque existem outras várias modalidades de arte visual que podem ser igualmente exploradas.

Bacharelado

A modalidade de curso de bacharelado em cinema é a mais comum no Brasil, sendo concluída em 4 anos de estudos e caracterizada essencialmente por sua elevada carga teórica.

Já o tecnólogo em cinema é uma formação mais curta, que pode ser concluída em cerca de 2 anos e meio de estudos (ou 5 semestres letivos).

Diferentemente do bacharelado, a formação em tecnólogo tem menos carga teórica, entretanto, ao contrário do que muitos estudantes pensam, ele ainda assim é classificado como sendo um curso de graduação.

Grade curricular

A grade curricular do curso de cinema pode variar consideravelmente de acordo com a instituição de ensino e o seu tipo de formação.

Desse modo, tomando como base o bacharelado em cinema na Universidade Federal de Brasília – UNB (uma das universidades referência na área no Brasil), a grade curricular apresenta as seguintes matérias:

gravação curso de cinema

1º Período

  • Fundamentos de Comunicação Visual; 
  • Oficina de Texto;
  • Introdução à Comunicação; 
  • Oficina Básica de Audiovisual;
  • Comunicação e Universidade.

2º Período

  • História do Cinema; 
  • Linguagem Cinematográfica Audiovisual; 
  • Teoria da Comunicação;
  • Introdução à Fotografia;
  • Obrigatória Ambiental Seletiva;
  • Ética na Comunicação. 

3º Período

  • Cinema Brasileiro;
  • Tecnologias de Comunicação; 
  • Métodos e Técnicas da Pesquisa em Comunicação;
  • Introdução a Linguagem Sonora;
  • Teoria Estética Cinema Audiovisual.

4º Período

  • Documentário 1; 
  • Estética da Comunicação; 
  • Argumento e Roteiro; 
  • Roteiro, Produção e Realização em Áudio; 
  • Direção de Atores. 

5º Período

  • Direção; 
  • Produção; 
  • Fotografia e Iluminação 1; 
  • Som 1; 
  • Edição e Montagem; 
  • Oficina de Argumento e Roteiro; 
  • Documentário 2.

6º Período

  • Edição e montagem 2; 
  • Fotografia e Iluminação 2; 
  • Som 2;
  • Produção 2; 
  • Direção em Audiovisual 2.

7º Período

  • Legislação, desenvolvimento e produção de projetos;
  • Políticas de Comunicação;
  • Pré-Projeto em Audiovisual; 
  • Obrigatória Ambiental Seletiva; 

8º Período

  • Projeto Experimental;
  • Comunicação e Sociedade. 
Eligis - teste vocacional e profissional

Cabe esclarecer, ainda, que essas disciplinas correspondem apenas à carga horária obrigatória. Ou seja, ainda existem os créditos mínimos referentes às matérias optativas (escolhidas pelo próprio estudante) e eletivas (também escolhidas pelos estudantes, porém são disciplinas de natureza distinta do curso de origem).

Onde estudar

Mesmo sendo uma área de estudos muito relevante para a criação da arte e o desenvolvimento da cultura nacional, infelizmente ainda existem poucas faculdades e poucos centros de estudos no Brasil que oferecem a graduação (seja ela bacharelado, seja ela tecnólogo) em Cinema e Audiovisual.

Dentre essas poucas universidades, podemos destacar:

  • Universidade Federal de Brasília – UNB;
  • Universidade Estácio de Sá – Estácio de Sá;
  • Universidade Anhembi Morumbi – Anhembi;
  • Universidade Veiga de Almeida – UVA;
  • Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP;
  • Universidade São Judas Tadeu – USJT.

A carreira em cinema

A carreira de um cineasta no Brasil pode ter vários rumos, podendo o profissional atuar dentro de uma empresa de publicidade e propaganda (dando suporte na geração de conteúdos audiovisuais), até na produção de um filme longa metragem.

É importante destacar ainda que as carreiras em cinema que alcançam maior visibilidade (e consequentemente melhores remunerações) relacionam-se com a produção de conteúdos como documentários, filmes curta-metragem e filmes longa metragem.

Documentários

Podendo variar na duração (normalmente de 30 minutos), os documentários são produções audiovisuais que têm a finalidade de aprofundar as análises (sociais, políticas e econômicas, por exemplo) perante determinado assunto.

Muitas cineastas optam por essa carreira, até porque, para a produção desse tipo de conteúdo, não são necessários grandes investimentos financeiros.

Filme curta-metragem

São as produções audiovisuais que geralmente duram de 20 a 30 minutos e que podem contemplar os mais variados assuntos, desde debates sociais, cunho educacional, até desenhos infantis.

Filme longa-metragem

Já os filmes longa-metragem são as produções audiovisuais que normalmente superam os 40 minutos e são os mais conhecidos pela população em geral.

Essa, sem dúvida, é a trajetória profissional mais cobiçada por grande parte dos cineastas, pois, além de dar uma ótima visibilidade, é uma atividade que engloba praticamente todos os assuntos relacionados ao cinema.

Perfil do profissional 

Para ser um bom cineasta é necessário ter um perfil que contempla as seguintes habilidades:

  • comunicação social, o que envolve também o domínio de outras línguas (principalmente o inglês, já que o berço do cinema mundial encontra-se em países de língua inglesa);
  • espírito empreendedor, que ajudará a produzir conteúdos mesmo com dificuldades para a captação de recursos financeiros;
  • sensibilidade artística, quesito fundamental para ajudar na interpretação e no desenvolvimento das mais variadas formas de arte.

Mercado de trabalho 

No Brasil, o mercado de trabalho para um cineasta, infelizmente, não é aquecido o quanto teria potencial para ser, já que esse tipo de arte não recebe grandes investimentos por parte do governo (causando inevitavelmente o fechamento de muitos postos de trabalho).

Ainda em relação às possibilidades de trabalho para essa área, podemos destacar:

  • empresas privadas de publicidade e propaganda;
  • produção alternativa audiovisual;
  • produtoras de cinema;
  • canais de televisão.

Sendo assim, após a leitura deste post, fica mais simples de saber se você tem o perfil para entrar no curso de cinema. Vale enfatizar, ainda, que é fundamental o estudante cineasta procurar dominar outros idiomas, já que, durante a graduação, é comum ter disciplinas que demandam estudos de produções audiovisuais além da língua portuguesa.

Este post, explicando sobre o curso de cinema, foi válido para você? Então veja agora como é o curso de design de moda!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também