Seu teste vocacional apontou para a área da saúde, mas seu interesse principal está em alinhar os cuidados pessoais com a estética e o bem-estar das pessoas? Então, a Dermatologia pode ser uma boa escolha para seu futuro profissional!

E para ajudá-lo a desvendar essa questão, preparamos este conteúdo com tudo o que você precisa saber sobre essa carreira. Aqui, vamos falar sobre as áreas de atuação, o curso, a carreira e muito mais!

Dermatologia: o que é?

A Dermatologia é a área médica responsável pelos cuidados que vão, literalmente, dos fios de cabelo aos dedos dos pés. Porém, o que muita gente ainda não sabe, é que esse trabalho vai além da área estética.

Em seu dia a dia, o médico dermatologista é responsável por prevenir, diagnosticar e tratar as diferentes doenças que atingem a pele, os pelos, as mucosas, a estrutura capilar e as unhas. Entre as principais enfermidades atendidas, é possível destacar:

  • acne;
  • alergias de modo geral;
  • queda de cabelos;
  • hanseníase;
  • câncer de pele.

A partir dos tratamentos mais indicados a cada caso, o profissional dessa área tem o compromisso de zelar tanto pela beleza quanto pela saúde e bem-estar de seus pacientes.

Curso de Dermatologia

Primeiramente, é importante observar que não há uma graduação especificamente voltada à Dermatologia. Essa carreira é, na verdade, uma especialidade da Medicina, assim como a Cardiologia, a Oftalmologia, a Ortopedia ou a Psiquiatria.

Portanto, para se tornar um dermatologista, o futuro profissional deve ingressar na faculdade de Medicina e ser aprovado em todas as disciplinas desse curso. Concluída essa primeira etapa, o aluno já graduado deve se dedicar à residência, uma especialização sobre a qual falaremos com mais detalhes a seguir. Confira!

Residência em Dermatologia

A duração da residência médica em Dermatologia pode variar entre três e quatro anos — de acordo com a instituição de ensino escolhida — e exige dedicação integral. Durante esse período, os residentes entrarão em contato com conhecimentos mais específicos e terão a oportunidade de conhecer mais sobre o dia a dia da profissão.

É o momento de iniciar os primeiros atendimentos supervisionados aos pacientes nas clínicas-escola da própria universidade ou em postos de saúde do município, além de se familiarizar com os tratamentos mais atuais do segmento dermatológico.

Além disso, é sempre importante que os profissionais invistam em cursos de pós-graduação e especializações. Esse investimento contribui não só para o currículo, mas também ajuda a manter os dermatologistas sempre atualizados com as novas técnicas, tecnologias e procedimentos do mercado.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a formação em Dermatologia, vamos apresentar algumas das possibilidades de atuação que essa área oferece. Continue a leitura para saber mais!

Eligis - teste vocacional e profissional

Áreas de atuação

Além de fazer parte de uma área que já é extensa por si só como a Medicina, a Dermatologia conta com seus próprios segmentos de atuação. A seguir, você pode conferir alguns deles!

Dermatologia clínica e preventiva

Neste segmento, os dermatologistas podem atuar em clínicas especializadas e em hospitais ajudando os pacientes no diagnóstico e tratamento de problemas de pele. Além disso, esses profissionais têm um importante papel de conscientização, ensinando cuidados preventivos básicos, como o uso de protetor solar e de outros produtos que preservem a saúde da pele.

Dermatologia cirúrgica

O profissional com especialização em Dermatologia Cirúrgica pode realizar procedimentos diferenciados para cuidar de lesões cutâneas. Isso envolve desde os tratamentos menos invasivos, como operação de unhas e remoção de pintas, aos mais complexos, como tratamento de câncer de pele e correção de cicatrizes.

Dermatologia laboratorial

Como o próprio nome indica, essa área da Dermatologia é voltada ao trabalho em laboratório para confirmação de diagnósticos clínicos por meio de pesquisas e análises de exames.

Dermatologia oncológica

Dedicado especificamente ao tratamento do câncer de pele, esse segmento da Dermatologia é responsável por prevenir, diagnosticar a enfermidade desde os primeiros sinais e garantir o tratamento mais adequado a cada caso.

Dermatologia estética e cosmiátrica

Essa é uma das áreas mais populares da Dermatologia e atende os pacientes que buscam procedimentos estéticos para melhorar a aparência da pele. É uma categoria que inclui diversos tratamentos, como:

  • aplicação de toxina botulínica e preenchedores;
  • clareamento de manchas e cicatrizes de acne;
  • peeling e limpeza de pele;
  • depilação a laser;
  • remoção de tatuagens.

Tricologia

O dermatologista especializado em Tricologia cuida especificamente dos distúrbios capilares como quebra excessiva dos fios, calvície, caspa, além de alergias e infecções no couro cabeludo. É uma área muito importante, pois atende não apenas o campo estético, mas também garante a autoestima dos pacientes.

Onicologia

Na Onicologia, os profissionais trabalham principalmente com o diagnóstico e o tratamento de problemas como unhas encravadas, inflamações e infecções da região ungueal. Além disso, essa área de atuação possibilita a identificação de complicações mais sérias como o melanoma, um tipo de câncer que pode causar manchas na unha.

Mercado de trabalho para dermatologistas

Seguindo as informações que apresentamos no tópico sobre áreas de atuação da Dermatologia, é possível perceber as diversas possibilidades que essa carreira oferece para seus profissionais.

Dependendo do segmento escolhido, os dermatologistas podem encontrar boas oportunidades tanto em clínicas particulares e hospitais quanto no serviço público, em postos de saúde e unidades de pronto-atendimento.

Outra vantagem da profissão é a possibilidade de atuar em grandes regiões metropolitanas ou mesmo em municípios menores. O segredo é pesquisar os segmentos que contam com uma demanda mais elevada e manter o currículo sempre atualizado por meio de novos cursos e especializações.

Quanto ganha um dermatologista?

De acordo com a Lei nº 3.999, de 15 de dezembro de 1961, todo profissional de Medicina deve receber, no mínimo, três salários mínimos por uma jornada de 20 horas semanais. No entanto, é importante observar que essa remuneração pode variar a partir de fatores como experiência, área de atuação e local de trabalho.

A carreira do profissional de Dermatologia

Para exercer regularmente a profissão, o dermatologista deve seguir as seguintes etapas:

  • conquistar um diploma no curso de Medicina em uma faculdade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC);
  • concluir o período de residência na especialidade médica escolhida;
  • realizar a prova exigida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SDB);
  • registrar-se como especialista em Dermatologia no Conselho Federal de Medicina (CFM).

Por fim, após o cumprimento de todos esses estágios, o profissional de Dermatologia já estará apto para atuar no mercado de trabalho!

Gostou de saber mais sobre a carreira de Dermatologia? Então, que tal conferir algumas dicas que vão dar uma força extra na hora de escolher sua faculdade? Acesse o blog da Orientu e fique sempre bem informado!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também