Caracterizados por serem cursos de curta duração e voltados para a profissionalização do estudante para o seu ingresso no mercado de trabalho, os cursos técnicos vêm ganhando considerável espaço no planejamento de carreira de muita gente. Um deles é o de técnico em Radiologia, um setor que é bem requisitado na área da saúde.

Formação que pode ser concluída entre 12 e 24 meses a depender da escola, ocurso técnico em Radiologia pode ser encontrado tanto em colégios privados, quanto em centros federais, como é o caso dos Cefet’s espalhados pelos estados brasileiros.

Mas, você já sabe o que faz o técnico em Radiologia, como é essa formação e o mercado de trabalho para a área?

O que faz o técnico em Radiologia?

Após a sua formatura, o profissional técnico em Radiologia desempenha atividades como:

  • gerenciamento de máquinas e equipamentos hospitalares, visando tanto a garantia de sua durabilidade quanto a segurança do trabalho nesses ambientes;
  • condução de exames clínicos como radiografia convencional, mamografia, ressonância magnética, ultrassonografia e tomografia computadorizada;
  • manipulação de soluções químicas;
  • gestão de ambientes hospitalares que abrigam materiais radioativos.

Deste modo, notamos que esse é o profissional da área da saúde mais capacitado para lidar de forma técnica com o manuseio correto de equipamentos hospitalares que realizam diagnósticos.

Quanto ganha um técnico em Radiologia?

De acordo com um dos principais portais de emprego no Brasil, a remuneração média de um técnico em Radiologia é de R$ 2.181,00 mensais.

Esse valor é apenas uma média, sendo que nessa área é comum o profissional no início de carreira receber por volta de R$ 1.871,00 e, após acumular mais experiência, alcançar cerca de R$ 2.589,00 por mês.

Cabe informarmos que esses números podem variar conforme alguns fatores, tais como custo de vida da cidade, perfil do profissional e sua experiência no mercado de trabalho.

Eligis - teste vocacional e profissional

Como é o curso técnico em Radiologia?

De uma forma geral esse curso é ofertado pelas instituições com uma carga horária de 1.600 horas de estudos, as quais envolvem tanto atividades em salas de aula, quanto a realização de estágio obrigatório.

Grade curricular

A grade curricular desse curso naturalmente encontra variações conforme a instituição ofertante.

Deste modo, considerando o curso técnico em Radiologia disponibilizado pelo Colégio São Camilo, essa formação é planejada da seguinte forma:

1º Semestre

  • Física Aplicada I;
  • Anatomia e Fisiologia Humana;
  • Psicologia Aplicada;
  • Comunicação Oral e Gráfica;
  • Biologia: Citologia e Histologia;
  • Ética e Bioética.

2º Semestre

  • Fundamentos de Enfermagem;
  • Microbiologia e Biossegurança;
  • Elementos de Administração e Unidade Radiológica;
  • Técnicas Radiológicas I;
  • Anatomia e Fisiologia Humana;
  • Física Aplicada II;
  • Estágio Profissional em Técnicas Radiológicas I.

3º Semestre

  • Anatomia Radiológica I;
  • Técnicas Radiológicas II;
  • Proteção e Higiene das Radiações;
  • Exames Contrastados I;
  • Física Aplicada III;
  • Estágio Profissional em Técnicas Radiológicas II.

4º Semestre

  • Técnicas Radiológicas III;
  • Exames Contrastados II;
  • Patologia Aplicada;
  • Noções de Tomografia Computadorizada;
  • Anatomia Radiológica II;
  • Noções de Radioterapia;
  • Socorros de Urgências;
  • Noções de Exames Especializados;
  • Estágio Profissional em Técnicas Radiológicas III.
técnico em radiologia mexendo no tablet com radiografia na tela

Onde estudar técnico em Radiologia?

Felizmente esse curso é fácil de ser encontrado em várias instituições espalhadas pelo Brasil, sendo ele inclusive disponibilizado na modalidade de EaD.

Como exemplos de escolas, temos:

  • Colégio São Camilo;
  • Faculdade Método de São Paulo — Famesp;
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial — Senac;
  • Universidade de Santa Cruz do Sul — Unisc;
  • Universidade de Ribeirão Preto — Unaerp;
  • Faculdade Norte do Paraná — Unopar;
  • Instituto Israelista de Ensino e Pesquisa;
  • Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro — Cefet/RJ;
  • Centro Educacional Anhanguera;
  • Faculdade Pitágoras;
  • Escola de Educação Permanente— FMUSP;
  • Cruzeiro do Sul Educacional.

Área de atuação do técnico em Radiologia

Sobre as possibilidades de atuação que esse profissional pode assumir no mercado de trabalho, são áreas que um técnico em Radiologia pode trabalhar: biossegurança; gestão de equipamentos e exames de diagnóstico.

Biossegurança

Por conter alguns equipamentos que utilizam processos radioativos, a segurança em ambientes clínicos e médicos que oferecem exames como o de Raio-X, por exemplo, é uma questão extremamente importante.

Deste modo, o técnico em Radiologia pode trabalhar na área de biossegurança, sendo o responsável por garantir que nenhum paciente e também nenhum colaborador fique exposto à radiação de forma perigosa.

Gestão de equipamentos

Não é apenas o setor da saúde que oferece oportunidades de emprego para os técnicos em Radiologia.

Isso porque uma vez que esses profissionais se especializam na área de gestão de equipamentos, eles podem trabalhar na indústria metalúrgica (na identificação de defeitos internos em peças metálicas) e até mesmo em locais como portos e aeroportos, gerenciando os equipamentos de Raio-X utilizados para a fiscalização.

Exames de diagnóstico

É a área mais seguida por esses profissionais, que trabalham com a preparação de pacientes que farão exames de diagnóstico e o correto manuseio e interpretação dos equipamentos.

Mercado de trabalho

Sobre o mercado de trabalho, o técnico em Radiologia após a sua formatura poderá encontrar boas oportunidades profissionais em setores como:

  • redes hospitalares;
  • clínicas médicas;
  • consultórios;
  • indústria alimentícia;
  • indústria farmacêutica;
  • companhias aéreas.

A pandemia de Covid-19 e a Radiologia

Durante a pandemia de Covid-19 a Radiologia foi uma das profissões que mais foram beneficiadas com a abertura de novas vagas e oportunidades de trabalho. De acordo com pesquisas, a procura por serviços nesse setor cresceu cerca de 732%, o que inevitavelmente acarretou valorização desse profissional.

Esse fato nos evidencia que o mercado de trabalho está aquecido e ingressar nessa área pode ser um bom negócio.

Concluímos então que o curso de técnico em Radiologia, além de ser uma capacitação que geralmente possibilita o rápido ingresso do profissional no mercado de trabalho, é uma área que vai além do setor hospitalar, podendo ela inclusive ser aplicada em empresas do ramo metalúrgico e alimentício.

Está com dificuldades para definir qual é o curso de graduação que mais tem a sua cara? Então leia agora mesmo 5 dicas para ajudar na escolha do seu curso!

Você pode gostar também