Uma das engenharias mais tradicionais da academia e também da indústria, a Engenharia Metalúrgica é um curso que desperta o desejo de milhares de estudantes a cada semestre, principalmente daqueles que querem alinhar os conhecimentos em química com as aplicações do aço na indústria.

Neste contexto, com o objetivo de esclarecer o que é engenharia metalúrgica, como é o curso, onde encontrá-lo e as possibilidades de carreira, preparamos um conteúdo bem didático e de simples leitura. Confira!

O que é engenharia metalúrgica?

Essa Engenharia é a responsável por estudar cientificamente todos os processos que envolvem a produção, o desenvolvimento e a aplicação dos metais em geral (com destaque para o aço) na indústria.

Ela envolve desde análises acerca das técnicas de extração do minério de ferro na natureza, até o seu beneficiamento dentro de uma siderurgia e a sua posterior destinação final.

Perfil do estudante/profissional

Como em qualquer outra Engenharia, este curso exige do estudante bons conhecimentos nas áreas de exatas, como Matemática e Física.

Entretanto, a principal habilidade requerida na metalúrgica, sem dúvidas, é a afinidade com a Química, já que os conceitos dessa matéria são cobrados do estudante em praticamente todos os períodos do curso.

Além disso, para aqueles que desejam ingressar nesse ramo, é interessante ficar ciente de que muitos postos de trabalho na indústria envolvem atuação no chão de fábrica (como em siderúrgicas e metalúrgicas), trabalhando em contato direto com a linha de produção.

O que faz um engenheiro metalúrgico?

Entre as atividades de um engenheiro metalúrgico, podemos destacar:

  • realizar todo o gerenciamento que envolve a produção do aço, planejando desde as melhores soluções em logística do minério de ferro, até a dinâmica de produção dentro do chão de fábrica;
  • estudar, desenvolver e aplicar a combinação de metais com outros materiais, como os polímeros, cerâmicos, plásticos e outros;
  • pesquisar os efeitos da adição de elementos de liga (como cobre, zinco e manganês) nas propriedades mecânicas e químicas do aço;
  • fabricar compostos com propriedades específicas, atendendo às diferentes demandas para cada cliente;
  • realizar teste de qualidade nos aços e demais materiais que foram fabricados, considerando quesitos como: durabilidade, resistência mecânica e dureza.

Curso de Engenharia Metalúrgica

Este curso é majoritariamente ofertado, no Brasil, no formato de bacharelado e com o mínimo de 5 anos de estudos para a sua conclusão (ou 10 semestres letivos).

Eligis - teste vocacional e profissional

Grade curricular

Veja, a seguir, como pode ser a grade curricular do curso de Engenharia Metalúrgica.

1° período

  • Cálculo I;
  • Desenho auxiliado por computador;
  • Geometria analítica;
  • Introdução à engenharia metalúrgica;
  • Laboratório de iniciação à programação;
  • Laboratório de química geral;
  • Química geral;
  • Tópicos especiais em metalurgia I.

2° período

  • Algoritmos para engenharia;
  • Cálculo II;
  • Ciência dos materiais;
  • Física geral I;
  • Laboratório de física geral I;
  • Química inorgânica e ambiental.

3° período

  • Cálculo III;
  • Equações diferenciais;
  • Física geral II;
  • Física geral III;
  • Laboratório de física geral II;
  • Laboratório de química analítica;
  • Química analítica.

4° período

  • Cálculo IV;
  • Cálculo numérico;
  • Estatística e probabilidade;
  • Físico química I;
  • Metalurgia física;
  • Mineralogia;
  • Resistência dos materiais I.

5° período

  • Conformação mecânica dos metais;
  • Economia;
  • Físico química II;
  • Laboratório de conformação mecânica;
  • Laboratório de físico química;
  • Laboratório de metalografia;
  • Tratamento térmico.

6° período

  • Beneficiamento de minérios;
  • Ensaio e inspeção;
  • Laboratório de ensaios e inspeção;
  • Laboratório de minérios;
  • Mecânica dos fluídos
  • Planejamento e análise de experimentos;
  • Termodinâmica metalúrgica.

7° período

  • Eletrotécnica;
  • Físico química metalúrgica;
  • Gestão empresarial;
  • Laboratório de soldagem;
  • Metalurgia extrativa;
  • Soldagem.

8° período

  • Fundição;
  • Laboratório de fundição;
  • Modelagem e simulação de processos metalúrgicos;
  • Pirometalurgia;
  • Siderurgia I;
  • Transferência de calor.

9° período

  • Corrosão e proteção;
  • Estágio obrigatório;
  • Hidrometalurgia e eletrometalurgia;
  • Materiais refratários;
  • Otimização de processos metalúrgicos;
  • Siderurgia II;
  • Tópicos especiais em metalurgia II;
  • Trabalho de conclusão de curso I.

10° período

  • Ergonomia e segurança do trabalho;
  • Gestão da qualidade;
  • Projetos metalúrgicos;
  • Seleção de materiais;
  • Tecnologias de controle ambiental;
  • Trabalho de conclusão de curso II.

Onde estudar Engenharia Metalúrgica?

engenharia metalurgica

Existem diversas universidades públicas e privadas espalhadas pelo Brasil que oferecem esse curso. Confira, a seguir, quais são as principais delas:

  • Universidade do Estado de Minas Gerais;
  • Centro Universitário Estadual da Zona Oeste;
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais;
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro;
  • Universidade Federal de Ouro Preto;
  • Universidade Federal Fluminense;
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo;
  • Universidade Federal do Ceará;
  • Instituto Militar de Engenharia;
  • Universidade Vila Velha;
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro;
  • Universidade de São Paulo;
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais;
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Carreira em Engenharia Metalúrgica

A carreira de um engenheiro metalúrgico pode ser dividida em basicamente 3 escolhas após a conclusão do curso: mercado de trabalho, concurso público e docência.

Mercado de trabalho

No mercado de trabalho, os principais postos de emprego são oferecidos nas empresas mineradoras, siderúrgicas, metalúrgicas e quaisquer outras que envolvem a logística, a produção e o desenvolvimento de materiais em geral.

Sobre as regiões que tradicionalmente oferecem as melhores oportunidades de trabalho na metalurgia, temos:

  • Vale do Aço (região de Minas Gerais que envolve cidades como Ipatinga, Timóteo e Coronel Fabriciano),
  • cidade de Volta Redonda (que é sede da Companhia Siderúrgica Nacional — CSN)
  • cidades da região metropolitana de São Paulo, onde o setor metalúrgico é bem desenvolvido.

Concurso público

Uma ótima opção para os engenheiros metalúrgicos é a realização de um concurso público, viabilizando a sua entrada em uma empresa do governo. Como exemplos de concursos, os principais nessa área são: Petrobras, Polícia Federal (para trabalhar como perito de materiais) e Marinha do Brasil.

Docência

Por fim, para os engenheiros metalúrgicos que apresentam afinidades pedagógicas, a carreira na docência também é uma opção.

Mas é válido mencionarmos que, para seguir na docência, é interessante o metalúrgico buscar, primeiramente, a sua capacitação em uma pós-graduação, principalmente os cursos de Mestrado e Doutorado.

Sendo assim, notamos que a Engenharia Metalúrgica é um curso de graduação voltado para o estudo em geral dos materiais que são aplicados na indústria, com destaque para o aço.

É relevante frisarmos, ainda, que, para ingressar nessa área, é imprescindível o estudante gostar muito das disciplinas de Matemática, Física e, essencialmente, Química.

Vai prestar o vestibular este ano, mas ainda não se decidiu quanto ao curso? Então leia sobre o que é um teste vocacional e como ele pode ajudar nessa decisão!

Você pode gostar também