Ser médico é muito mais do que uma profissão. Trata-se de um verdadeiro sacerdócio que vai bem além do que a realidade dos hospitais. Isso porque há vários tipos de Medicina.

De olho em seu conhecimento, vamos mostrar, neste post, alguns setores e especializações que fazem parte da rotina dos médicos, além de um panorama sobre a carreira. Vem com a gente!

Tipos de Medicina

Após concluir a faculdade de Medicina ao longo de seis anos, o aluno deve optar por uma especialização realizada por mais dois anos. Escolher uma entre mais de 50 existentes nesse segmento do conhecimento humano é difícil.

Além das especializações, há alguns tipos de Medicina que foram criados para se aliar aos métodos tradicionais.

Os males dos seres humanos estão cada vez mais diferenciados e com causas distintas, necessitando de abordagens sistêmicas e também alternativas. Assim, há profissionais que escolhem esses meios para ajudar no tratamento dos pacientes, como veremos agora.

Medicina alternativa

Esse segmento é seguido por profissionais que conseguem ajudar por meio de abordagens sem necessidade de medicamentos produzidos industrialmente.

A medicina alternativa foca no paciente e não no sintoma de determinada doença. Com isso, diversas terapias são direcionadas, inclusive com a utilização de medicamentos naturais, como os fitoterápicos.

O objetivo é buscar o equilíbrio da pessoa por meio de terapias que integram corpo, mente e emoções, ou seja, são práticas não convencionais.

Entre elas, podemos citar a acupuntura, a Medicina Ortomolecular, a reflexologia, a homeopatia e ayurveda.

Medicina complementar

A medicina complementar, como o próprio nome diz, acrescenta métodos que auxiliam nos tratamentos tradicionais. Também explora práticas que não são comuns naconvencional.

Dentro desse universo, estão:

  • ioga;
  • meditação;
  • acupuntura;
  • dança circular.

A medicina complementar é reconhecida pelo Ministério da Saúde e faz parte das abordagens existente no SUS. Ela complementa os tratamentos e oferece recursos a mais para os pacientes vencerem as doenças.

Medicina integrativa

A medicina integrativa é composta por profissionais de diversas especialidades focados em tratamentos específicos. É uma integração de esforços em busca da cura ou da estabilização de males crônicos.

Sendo assim, um paciente com depressão, por exemplo, recebe auxílios não só de um psiquiatra, mas também de nutricionista, educador físico, psicólogo, terapeuta holístico etc.

O objetivo é entender as causas da doença, com enfoque em todas as partes que integram os seres humanos.

Principais áreas da Medicina

A Medicina é uma faculdade que abre um imenso universo de atuação para quem conclui os seis anos e depois os dois de especialização por meio da residência médica.

Há mais de 50 especializações que vão desde o atendimento a crianças e adolescentes, passando por idosos, doenças do coração, da mente, do sistema linfático etc.

Veja agora algumas que se destacam pelo fato de estarem entre as mais escolhidas pelos formandos.

Cirurgia geral

É a área que abrange todas, mas com enfoque no atendimento ambulatorial, como em prontos-socorros.

Geralmente, o clínico geral tem presença garantida nos plantões, atendendo a diversos tipos de demandas. É necessário um grande preparo, pois os atendimentos são diversificados, passando por um simples corte até infarto.

cirurgia geral medicina

Cardiologia

O cardiologista é o especialista do coração e das doenças que afetam o órgão, como hipertensão.

O profissional faz atendimentos preventivos e pode se especializar em cirurgias. Nesse caso, o faturamento aumenta consideravelmente.

Oncologia

O oncologista estuda os diferentes tipos de câncer, formas de tratamentos e prevenção.

A Oncologia é uma área bem ampla, pois a incidência da doença aumenta a cada ano e ainda atinge todos os órgãos humanos, ou seja, trata-se de um grande desafio.

Anestesiologia

Seja em exames mais complexos ou cirurgias, o anestesista é convocado para que tudo dê certo, monitorando o paciente durante todo o procedimento.

O profissional também atua em situações de dor intensa ou ressuscitação quando os sinais vitais estão cessando em razão de algum problema, como um acidente automobilístico.

Eligis - teste vocacional e profissional

Pediatria

O pediatra é o responsável pelo atendimento a recém-nascidos, crianças e adolescentes.

Também orienta as gestantes a partir da 32ª semana de gravidez, principalmente em relação aos primeiros exames e vacinas do bebê, aleitamento etc.

Psiquiatria

A Psiquiatria é o segmento da Medicina que trata das doenças mentais, como depressão, síndrome do pânico, dependência química e bipolaridade.

Além de realizar o diagnóstico, o profissional conduz o tratamento por meio de um minucioso acompanhamento dos pacientes. Ajuda as pessoas a terem mais qualidade de vida e dignidade.

Dermatologia

A Dermatologia atua no combate e prevenção das doenças que atingem o maior órgão humano: a pele. Além disso, também cuida dos apêndices, como boca, cabelos e unhas.

A atuação está muito sintonizada com a indústria cosmética e tem evoluído a cada ano em razão do avanço dos equipamentos e medicamentos.

Ortopedia

É a especialização voltada aos traumas, ou seja, problemas nos ossos e sistema locomotor.

Os profissionais de Ortopedia são muito requisitados por conta de problemas que atingem as pessoas ao longo da vida, como na coluna, tendões, articulações, sem falar em quedas ou acidentes.

Onde estudar Medicina?

O curso de Medicina é um dos mais concorridos entre todas as profissões existentes no Brasil e conta com inúmerasfaculdadestanto públicas quanto privadas.

Portanto, a dica é você se empenhar nos estudos para concretizar o sonho de ingressar em uma delas. Veja algumas opções:

  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp);
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU);
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp);
  • Centro Universitário Anhanguera;
  • Universidade de Taubaté (Unitau);
  • Centro de Ensino Superior de Valença;
  • Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para quem conclui Medicina é amplo e com vagas abertas em todo o Brasil. Inclusive, trata-se de uma profissão que não convive com o temor de desemprego.

Isso porque faltam profissionais, principalmente na rede pública, e muitos concursos abertos nem chegam a receber o número de candidatos referentes às vagas disponibilizadas.

Os salários dos médicos são bem altos,e quem abre consultório próprio consegue obter melhores rendimentos e reconhecimento no mercado.

Portanto, diante de vários tipos de Medicina, não deixe de escolher o que mais se assemelha com sua personalidade e se esforce para realizar esse grande sonho.

Viu como a profissão é repleta de oportunidades? Mas, mesmo após ler o post, você ainda continua na dúvida de qual profissão seguir? Então faça agora mesmo nosso teste vocacional!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também
medicina
Leia mais

Medicina: saiba tudo sobre o curso!

Está pensando em cursar Medicina, mas ainda não sabe muito sobre a graduação? Aprenda tudo sobre o assunto para poder tomar sua decisão!