Você viu aquela vaga incrível na sua área de formação, enviou o currículo para o RH da empresa e foi chamado para a próxima etapa da seleção: o encontro com os recrutadores. Porém, agora com a proximidade da data, você está se perguntando sem parar como fazer uma entrevista que seja marcante e lhe destaque em relação à concorrência?

Pois saiba que não está sozinho! Muita gente passa por esse mix de nervosismo e preocupação com medo de não ter um bom desempenho ao vivo com os responsáveis pelo processo seletivo da organização. É absolutamente normal!

No entanto, há algumas dicas que vão ajudar a saber o que fazer nessa situação e, de quebra, como se mostrar um profissional preparado para o cargo — independentemente de ser um estágio, um primeiro emprego ou mesmo uma mudança na carreira. Continue a leitura do post e saiba mais!

Como fazer uma entrevista de emprego?

Para saber como fazer uma boa entrevista de emprego, é preciso, antes de qualquer coisa, conhecer a empresa para a qual você está se candidatando. Afinal, muitas pessoas não fazem isso ou então não dedicam tempo suficiente a essa tarefa — o que as deixa despreparadas para o contato com os recrutadores.

Contudo, tenha em mente que não basta só saber sobre o quanto a marca é conhecida, se ela é de porte pequeno, médio ou grande, se tem algum convênio com a sua faculdade e quais produtos/serviços ela oferece. Isso é apenas o básico!

É preciso ficar a par de como anda o mercado para o setor dela, das normas e políticas internas da organização, de como são os relatos de funcionários e ex-funcionários na internet sobre o local de trabalho, quais causas e bandeiras sociais ela apoia, como é a presença dela nas redes sociais, qual a rotatividade de demissões e contratações etc.

mulheres como fazer uma entrevista

Planejamento da entrevista

O planejamento da entrevista conta com algumas questões práticas na sua preparação para esse momento. Evite atrasos e contratempos que dificultem seu comparecimento ao encontro com os recrutadores e coloquem por terra as chances de ser selecionado.

Por exemplo, já escolha com antecedência a roupa que você vai usar (que deve ser um traje social, mas não excessivamente formal) e traçar a rota da sua casa até o local da entrevista — que nem sempre é feita na empresa, mas sim em escritórios administrativos à parte.

Além disso, é interessante deixar os dados de contato dos entrevistadores (números, nomes completos, funções que exercem, setores nos quais atuam etc.) anotados no seu celular, caso seja preciso procurar por eles.

Perguntas comuns em uma entrevista de emprego

Mesmo que participe de processos seletivos para diferentes empresas e em setores variados, você notará que algumas perguntas feitas durante a entrevista, especialmente quando comandada pelos profissionais de Recursos Humanos, são as mesmas ou, pelo menos, bastante parecidas. O motivo disso?

Simples: esse departamento — que está presente em companhias de diferentes portes e áreas comerciais — é o responsável por gerir e acompanhar como os novos contratados se adaptam à organização, ao quadro de funcionários, ao regimento interno do local de trabalho, às atividades que vão assumir etc.

É por isso que eles seguem alguns procedimentos e questões padronizados nas entrevistas para identificar quem pode ser uma má admissão em vez de uma boa aquisição. Portanto, é interessante que você conheça de antemão o máximo possível dessas perguntas.

Assim, dá para ensaiar suas respostas e ser não só mais preciso e proativo na conversa com os recrutadores, mas também para mostrar-se mais decidido e consciente sobre seu histórico profissional e as características do seu perfil pessoal. Abaixo, você pode conferir uma amostra delas:

  • Qual foi o motivo que o levou a sair da empresa onde trabalhava/estagiava?
  • Por que você acha que trabalhar com a gente vai ser proveitoso para sua carreira?
  • Quais pontos positivos e negativos você pode apontar na nossa companhia?
  • Como você lida com prazos curtos e refações de trabalhos?
  • O que você se imagina fazendo daqui a uma década?
  • Quais conquistas você espera realizar ao longo da sua carreira? 
  • Como você acha que a graduação o preparou para o mercado?
  • Como você encara feedbacks negativos sobre seu desempenho profissional?
  • Como você pode colaborar para tornar sua equipe mais produtiva e unida?
  • Quais situações lhe deixam desconfortável em um ambiente de trabalho?
  • Na sua opinião, o que uma empresa precisa ter para ser um bom local de trabalho?
  • Quais são as suas qualidades e os seus defeitos mais fáceis de se identificar?

Uma dica de ouro é anotar tudo em um caderno e escrever, para cada um, uma resposta objetiva e até três exemplos que tornem seu comentário mais compreensível, bem embasado, certeiro ou com evidências. Veja um exemplo:

  • pergunta: na sua opinião, o que uma empresa precisa ter para ser um bom local de trabalho?
  • resposta: precisa respeitar e valorizar os funcionários, oferecendo, por exemplo, um bom salário, uma cartela variada de benefícios e flexibilidade quanto à rotina de trabalho.
Eligis - teste vocacional e profissional

Como responder às perguntas em uma entrevista?

Há pouco, nós falamos sobre como se preparar e ensaiar suas respostas para as perguntas mais comuns em uma entrevista. No entanto, também haverá aquelas que são inéditas e vão exigir de você uma boa capacidade de oratória e expressão.

Por isso, vale a pena trazer mais algumas dicas para esse momento. A primeira delas é não se apressar para responder. Você pode (e deve) refletir sobre as perguntas feitas para não deslizar, como diz o ditado, naquelas perguntas que são verdadeiras cascas de banana.

Já no caso de a questão feita pelo recrutador não ser clara ou até mesmo parecer ambígua, não se acanhe. Peça que ele a repita e deixe claro o que deseja saber. Isso é essencial para que não haja falhas de comunicação.

Por fim, se você se sentir nervoso e ficar com medo da voz falhar, de gaguejar ou de “tropeçar” nas palavras, tente manter e controlar o fluxo da sua respiração. Ao respirar corretamente, o nível de oxigênio no cérebro é normalizado e você restabelece o controle sobre seu corpo, e consequentemente, sua oratória.

Agora que você já tem um panorama de como fazer uma entrevista de emprego e alcançar um bom desempenho nela, comece a montar o planejamento para o próximo encontro com os recrutadores. Dessa forma, você ficará um passo mais perto de conseguir o cargo desejado e começar a construir sua carreira!

Gostou do post, mas ainda tem dificuldades em montar um currículo competitivo e que chame a atenção? Então confira nossas dicas sobre o que colocar no CV e como produzi-lo de forma simples e eficiente!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também