Ao ouvir a expressão “inteligência artificial” muitas pessoas automaticamente fazem a sua associação a filmes ou documentários que relatam um mundo extremamente tecnológico, o qual conta com a presença de robôs e sistemas digitais integralizados.

Por mais que possa ser, de certa forma, um pouco lúdico, esse tipo de raciocínio faz sentido quando falamos sobre inteligência artificial e os seus possíveis impactos na humanidade. Entretanto, como destacamos aqui, o conceito e a aplicação da inteligência artificial vão além dessa linha de raciocínio.

E você? Já sabe o que significa inteligência artificial e de que forma ela pode interferir nas nossas vidas? Acompanhe o texto para saber mais!

O que inteligência artificial?

Também conhecida pela sigla IA (do inglês artificial intelligence), a inteligência artificial se trata de um sistema (conta com modernos aparatos tecnológicos) que tem como principal objetivo simular a inteligência humana.

Desse modo, ela vai muito além de sistemas que são compostos por robustas linguagens de programação e algoritmos padronizados. Ela implica também no equilíbrio entre tecnologia e autonomia artificial com base em habilidades humanas.

Em outras palavras e de uma forma bem simplificada, a IA pode ser interpretada como sendo uma rede tecnológica que visa, de uma forma artificial, a replicar as percepções humanas referentes à inteligência.

Como funciona a inteligência artificial?

Por se tratar de uma proposta que simula as capacidades humanas por meio da tecnologia, a inteligência artificial, para atingir o seu adequado funcionamento, conta com uma gigantesca estrutura tecnológica, envolvendo algoritmos, bancos de dados, linguagens de programação, redes neurais artificiais e sistemas de aprendizado.

Toda essa estrutura tecnológica só é possível de ser alcançada por meio do estudo e da aplicação de 3 áreas da ciência: machine learning, processamento de linguagem natural e deep learning.

Machine Learning

Machine learning é um sistema que é programado para ensinar a máquina a interpretar de forma autônoma certas regras e padrões. Sendo assim, tal artifício dispensa a programação prévia da máquina para a sua resposta de acordo com o sinal recebido/captado.

Para ficar mais simples a compreensão, basta pensarmos no modo de funcionamento dos anúncios e das publicações comerciais que aparecem em nossos dispositivos eletrônicos. Isso porque o perfil deles é traçado pelo machine learning a partir das características de busca que estão sendo acessadas pelo dispositivo.

Com isso, ao ir ao navegador e procurar por lojas de eletrônicos, por exemplo, o sistema, de forma autônoma, reconhecerá que a pessoa precisa de algum aparelho eletrônico e selecionará o perfil dos próximos anúncios (celular, notebook, tablet, entre outros), conforme for a natureza das próximas páginas acessadas.

Eligis - teste vocacional e profissional

Processamento de linguagem natural

Também chamado de PLN, o processamento de linguagem natural é o aprofundamento/afunilamento do machine learning. A máquina em questão visa a criar um enorme banco de dados e utilizá-lo posteriormente, seguindo um padrão já reconhecido.

Na comparação com as habilidades humanas, o PLN pode ser interpretado como os sentimentos da inteligência artificial, os quais são guiados a partir da replicação dos padrões.

Deep Learning

Por fim, temos o deep learning (aprendizado profundo, traduzido em português), que é a parte da ciência da computação responsável por trabalhar com as redes neurais artificiais da máquina, as quais se encontram em várias camadas de abstração.

Nesse caso, o intuito é permitir que o sistema adote processos artificiais que simulem a rede neural do cérebro humano, funcionando como uma espécie de neurônio matemático (que reconhece sinais e os responde após cálculos matemáticos e análises de dados).

A comparação mais adequada do deep learning com uma das habilidades humanas é a presença do nosso subconsciente, o qual é treinado para nos guiar a partir de intuições que foram formadas após a reunião de uma série de padrões já estudados pelo cérebro.

mão robótica no mouse inteligência artificial

Vantagens da inteligência artificial

São várias as vantagens que a inteligência artificial garante atualmente para a sociedade, entre as quais podemos destacar:

  • elevação da eficiência de processos que antigamente eram realizados de forma manual;
  • possibilidades de automatizar atividades e processos (tanto industriais quanto domésticos);
  • melhora no quesito velocidade de conclusão de tarefas;
  • elevação da confiabilidade, visto que sistemas que contêm inteligência artificial são imunes aos erros de origem humana.

Especialista em inteligência artificial

Como estamos em um mundo onde é tendência a inserção de cada vez mais sistemas digitais e tecnológicos em nossas vidas, o especialista em inteligência artificial pode ser classificado como sendo uma profissão extremamente promissora. 

Ele encontra facilmente boas oportunidades de trabalho em empresas de tecnologia e inovação, como a Google, Apple, Microsoft e similares.

Engenheiro de Inteligência Artificial

A engenharia em inteligência artificial é um ramo que ganhou um considerável espaço na indústria nos últimos 15 anos, a qual sem dúvidas foi muito impulsionada por países referências quando o assunto é tecnologia, como os EUA, Alemanha, Japão e Coréia do Sul.

No Brasil infelizmente ainda não há uma graduação em engenharia de inteligência artificial, entretanto, para aqueles que ainda sim desejam ingressar nesse ramo, uma boa opção é realizar um curso de engenharia de computação e posteriormente fazer uma especialização em IA.

Onde estudar inteligência artificial?

Atualmente, há cursos disponíveis (majoritariamente na modalidade de formação livre) com o nome de inteligência artificial. Entretanto, o estudo dessa área é mais aprofundado nos cursos de graduação em Ciência da Computação e Data Science.

Como exemplos de instituições de ensino superior que ofertam essas duas graduações, podemos destacar:

  • Universidade Do Estado De Mato Grosso;
  • Universidade Federal Da Paraíba;
  • Universidade Do Estado De Mato Grosso;
  • Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Catarinense;
  • Universidade Estadual Do Piauí;
  • Universidade Federal Do Ceará;
  • Universidade Federal Da Bahia;
  • Universidade Federal De Minas Gerais;
  • Universidade Federal De Pernambuco;
  • Universidade Federal De São Carlos;
  • Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Ceará;
  • Universidade Federal De Santa Catarina;
  • Universidade Federal Do Paraná;
  • Universidade De São Paulo;
  • Universidade Federal De Alagoas;
  • Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Norte De Minas Gerais;
  • Universidade Estadual Do Sudoeste Da Bahia.

Portanto, após a leitura deste post, conseguimos perceber com mais facilidade o que é inteligência artificial e de que forma ela está atualmente presente em nosso cotidiano. É fundamental ressaltarmos, ainda, que, para os estudantes que desejam ingressar nessa área, é indispensável gostar muito de tecnologia, computadores, linguagem de programação, matemática computacional e sistemas digitais.

Agora que você já sabe o que é inteligência artificial, saiba também quais são, atualmente, as 10 principais carreiras na área de tecnologia!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também