O envelhecimento da população aumentou a demanda por profissionais que trabalham com o público da terceira idade. Uma dessas profissões é a de cuidador de idosos, relativamente antiga, mas ainda muito requisitada.

Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), entre 2007 e 2017, houve um aumento de 31.457 profissionais registrados. O número se refletiu na procura pelo curso. Dados do Centro Brasileiro de Cursos (Cebrac) revelam que, entre 2017 e 2018, o aumento foi de 84%.

Você faz parte desse time? Tem interesse na profissão? Então dê uma olhada no material que preparamos sobre o assunto. Vamos lá?

O que faz o cuidador de idosos?

Como o próprio nome já diz, o cuidador de idosos é o profissional que se dedica a cuidar de pessoas que chegaram à melhor idade. Essas pessoas podem apresentar doenças, algum grau de demência, limitações físicas ou mentais.

Há casos, também, de estarem em dia com a saúde física e mental, e o cuidador tomar o posto de acompanhante.

Esses profissionais podem atuar em domicílio ou instituições. Durante a rotina, zelam pelos cuidados de saúde, higiene e bem-estar, acompanham o idoso em consultas médicas, fazem o controle da medicação e outras atividades pertinentes e estabelecidas em contrato.

cuidador de idosos

Perfil do cuidador de idosos

Algumas características são desejadas para quem trabalha como cuidador de idosos. Pessoas que chegam à melhor idade podem sentir-se vulneráveis, assustadas, confusas e desconfortáveis.

O cuidador precisa ser capaz de identificar e compreender esses sentimentos, acolhendo o idoso. Para isso, é preciso muita empatia e paciência — afinal, pode não ser fácil lidar com as mudanças da nova fase, gerando resistência e desconforto e exigindo do profissional uma dose extra dessas características. 

É fundamental, também, manter o psicológico saudável, especialmente quando o estado de saúde do idoso é delicado. A interrupção repentina nas atividades do dia a dia por agravamento do quadro ou, até mesmo, falecimento pode gerar sentimentos ruins e difíceis de lidar. O cuidador de idosos é um profissional que deve estar muito bem preparado para as situações difíceis.

Para isso, um toque de realidade também é desejável. É importante que as expectativas sejam alinhadas ao estado de saúde do idoso. Por exemplo, nem todos vão conseguir fazer coisas simples sozinhos.

Curso de cuidador de idosos

Há dois caminhos para atuar como cuidador de idosos. O primeiro é realizando um curso de cuidador de idosos, disponível em instituições de todo o país. Entre elas, citamos:

  • AC Vida;
  • Cebrac;
  • Faculdade Unimed;
  • Microlins;
  • Senac;
  • Unifammatec;
  • WR Educacional.

No entanto, também é possível investir em uma graduação na área da saúde — como Enfermagem — e trabalhar com foco nesse público.

Nessa área, também existe a possibilidade de cursar Gerontologia. Embora o curso não seja voltado especificamente para os cuidados com os idosos, a gerontologia é a ciência que estuda o envelhecimento.

A partir disso, o profissional pode desenvolver novos métodos de cuidado para o público que chega à terceira idade, melhorando o trabalho do cuidador de idosos

Como atua o cuidador de idosos?

A atuação do cuidador de idosos pode variar de acordo com o estilo de vida, estado de saúde do paciente e o combinado entre o profissional, a família e o próprio idoso.

As condições em que ele mora também são consideradas. Por exemplo, há pessoas que chegaram à melhor idade e moram com suas famílias. Contudo, a rotina do dia a dia exige um cuidador apenas durante a semana. À noite, aos fins de semana e em feriado, a família está em casa e divide cuidados.

Outros cuidadores se revezam com outros profissionais, entre eles médicos, enfermeiros e colegas cuidadores. Como falamos anteriormente, tudo depende do perfil da pessoa idosa e da formação do profissional.

Afinal, um cuidador com o diploma de Enfermagem tem conhecimento e respaldo para realizar procedimentos que só podem ser feitos com certificação na área da saúde.

Os pontos em comum sobre a atuação do cuidador de idosos, independentemente do grau de formação, podem ser sintetizados em:

  • apoiar o idoso na rotina relacionada às atividades domésticas, ajudando na limpeza e conservação do seu espaço, no preparo e na hora de servir as refeições;
  • auxiliar na realização da higiene pessoal, troca de fraldas, banho e escovação dos dentes;
  • conversar, realizar exercícios físicos de acordo com suas limitações, tomar banho de sol e outras atividades essenciais para saúde e qualidade de vida;
  • cuidar com o cronograma de medicações, horário e dosagens;
  • fazer companhia ao idoso, proporcionando atividades do seu interesse, que o mantenha entretido, promovendo bem-estar e alegria;
  • garantir o bem-estar do idoso de um modo geral, zelando pelo conforto, pela alimentação, pelos medicamentos e por outras atividades, assim, garantindo sua autonomia na medida do possível;
  • zelar pela organização do espaço do idoso, contribuindo para a prevenção de possíveis acidentes.

Qual é o salário do cuidador de idosos?

De acordo com levantamento atualizado pelo portal Salário.com, o salário de cuidador de idoso gira em torno de R$1.200,00, podendo ultrapassar a faixa dos R$ 2.000,00.

As cidades em que a hora de trabalho desse profissional é mais bem paga são:

  • Campinas, São Paulo;
  • Caxias do Sul, Rio Grande do Sul;
  • Curitiba, Paraná;
  • Jundiaí, São Paulo;
  • Porto Alegre, Rio Grande do Sul;
  • Rio de Janeiro, Rio de Janeiro;
  • Santo André, São Paulo;
  • São Bernardo do Campo, São Paulo;
  • São Paulo, capital;
  • Vitória, Espírito Santo.

Em relação à área de atuação, os setores que melhor pagam são:

  • condomínios residenciais para idosos;
  • instituições de longa permanência para idosos;
  • particular, que contrata o cuidador para cuidar do idoso em domicílio.

Optar pela carreira de cuidador de idosos é escolher uma linda profissão. Quem decide dedicar-se aos cuidados de quem chegou à terceira idade, zelando por sua saúde e pelo seu bem-estar, certamente, é recompensado com uma das atividades mais gratificantes. Afinal, cuidar de alguém é sempre um gesto nobre, e conviver com pessoas mais velhas é enriquecedor. 

Já que o assunto é o cuidado com os idosos, aproveite para saber mais sobre a Geriatria

Eligis - teste vocacional e profissional
Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também