Direito é a ciência que se encarrega de cuidar do cumprimento e da aplicação das leis de um país a fim de organizar o relacionamento entre os indivíduos de uma sociedade.

Como muitos sabem, nesse setor, há várias possibilidades de atuação, por isso é importante conhecer os tipos de advogados e quais são suas funções.

Entre elas, está a de manter a harmonia e o bom relacionamento das relações entre pessoas, poder público e empresas privadas. Além disso, o bacharel faz análises de acordo com a legislação e defende as necessidades e os interesses de seus clientes ou, ainda, pode prestar serviços de consultoria e de assessoria jurídica. 

Foram criadas especializações para que os profissionais do Direito pudessem ter maior domínio de ramos específicos. Quer saber quais tipos de advogado existem? Então continue a leitura e aproveite!

Tipos de advogados

A advocacia é uma das áreas que existem no Direito, e, como mencionamos, nesse setor há diversas possibilidades de atuação. Confira, a seguir, os principais tipos de advogado e conheça suas funções.

Advogado civil

O advogado civil é um dos mais atuantes, tipos de advogados no Brasil, tendo como missão ajudar as pessoas em questões relacionadas ao cotidiano.

Advogado trabalhista

As relações entre empregadores e colaboradores muitas vezes podem gerar situações contraditórias. Por essa razão, o advogado trabalhista atua para que as partes consigam chegar a um acordo e para que os empregados tenham todos os direitos respeitados.

Eligis - teste vocacional e profissional

Advogado ambientalista

Esse é um advogado quem foca em casos que envolvem a relação do homem com o meio ambiente, visando sempre manter o equilíbrio natural e permitindo também o desenvolvimento e a evolução humana.

Advogado do consumidor 

O advogado do consumidor, com conhecimento do Código de Defesa do Consumidor, defende clientes que se sentiram lesados ou que não tiveram seus direitos respeitados por um fornecedor de serviços ou de produtos que contratou.

Advogado criminalista

O profissional do Direito Criminal atua em casos que envolvem delitos que tenham colocado o bem-estar da sociedade em risco. O objetivo é defender o cliente de falsas acusações ou então buscar a punição de pessoas que cometeram crimes.

Advogado administrativo

O advogado do Direito Administrativo trabalha com a legislação e com as regras referentes ao funcionamento de órgãos públicos e de sua relação com a sociedade. Sua atuação pode em defesa de pessoas físicas ou dos órgãos públicos, em ações ligadas a multas de indenização por danos ou de trânsito, por exemplo.

Advogado previdenciário

Esse profissional atua nas questões envolvendo a Previdência Social, por isso trabalha para garantir os direitos dos clientes, para que possam receber corretamente benefícios, como pensão, aposentadoria e auxílios.

Advogado empresarial 

É o advogado que trabalha, especialmente, como consultor para as empresas que estão em processo de fechamento ou de abertura. Além disso, ajuda em relações comerciais.

Advogado tributarista

Os tributos fazem parte da nossa sociedade e são, em vários casos, complexos para serem entendidos e calculados. O profissional do Direito Tributário tem a função de ajudar seus clientes a pagar taxas e impostos de forma correta, além de protegê-los de cobranças excessivas.

Como se tornar um advogado?

Para se tornar um advogado, é preciso ter formação no curso superior de Direito em uma faculdade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Vale destacar que esse é curso que apresenta uma peculiaridade, pois a formação acadêmica não é o suficiente para permitir que a pessoa siga a profissão.

Mas, afinal, o que é necessário? Além de obter o diploma de bacharel em Direito reconhecido pelo MEC, é preciso passar no famoso exame da OAB. A prova é uma forma de testar o conhecimento e de verificar se os bacharéis estão aptos para exercer a profissão.

Assim, ao obter a aprovação, a pessoa vai poder exercer as funções de advogado, de juiz, de promotor etc. Aplicada três vezes ao ano, a prova é dividida em duas fases. A primeira fase conta com questões objetivas e a segunda, com questões dissertativas.

Além disso, os candidatos precisam desenvolver uma peça processual a respeito da área escolhida durante a inscrição, podendo ser Direito Civil, Administrativo, Empresarial, Tributário etc. Assim, caso o candidato atinja o mínimo de seis pontos, ele recebe o certificado de aprovação da OAB.

mulher tipos de advogados

O curso de Direito

O curso de Direito é do tipo bacharelado e, na maioria das vezes, são 5 anos de duração. Normalmente, nos primeiros anos do curso, as disciplinas são mais básicas e o conteúdo mais teórico. Entre elas, podemos citar Psicologia, Sociologia Ciência Política. Depois desse período, matérias mais específicas do curso começam a ser ministradas, como:

  • História do Direito;
  • Psicologia Jurídica;
  • Teoria do Estado;
  • Instituições de Direito Romano;
  • Hermenêutica Jurídica;
  • Direito Civil;
  • Direito Eleitoral;
  • Direito Administrativo;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Comercial;
  • Direito Internacional;
  • Direito Processual;
  • Direito Penal;
  • Direito Tributário;
  • Direito do Trabalho.

Por fim, é importante mencionar que o estágio supervisionado é obrigatório e precisa ser variado, isso porque o estudante tem que treinar as atividades da advocacia, magistratura, ministério público, atendimento ao público e várias outras profissões jurídicas.

Além do mais, a aprovação da monografia apresentada para a banca no TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e a participação em atividades complementares são fundamentais para a conclusão do curso e a retirada do diploma.

Onde estudar Direito? 

Atualmente, existem mais de 1600 faculdades de Direito aqui no Brasil. Vale destacar que esse número é maior do que a quantidade de faculdades nessa área na China, nos Estados Unidos e em países europeus somados.

Depois de conhecer essa estatística, é possível afirmar que todos os anos se formam inúmeros profissionais, e é importante estudar cada vez mais para se diferenciar no mercado.

Além disso, é preciso ficar atento em relação à escolha da faculdade para cursar Direito. Pensando em ajudar nessa tarefa, trouxemos algumas instituições de ensino que obtiveram o selo de recomendação da OAB. Confira:

  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB);
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
  • Universidade São Judas Tadeu — Campus Butantã (USJT);
  • Escola de Direito de São Paulo (FGV Direito SP);
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR);
  • Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR);
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Como você pôde ver, o profissional do Direito pode atuar em várias áreas distintas. Algumas são bastante tradicionais e já existem há um bom tempo, enquanto outros segmentos são mais recentes e estão conquistando mais espaço nos últimos anos.

Agora que você já conhece os tipos de advogado e o que fazem, pode analisar para ver em qual deles seu perfil se encaixa. Lembre-se de que, para seguir essa área, é fundamental gostar de ler, pois isso se inicia já na trajetória acadêmica. Os cinco anos de graduação são recheados de muitas leituras e consultas a códigos, e claro que essa rotina continua durante o exercício da profissão.

E aí, gostou de saber mais sobre os tipos de advogado existentes? Ainda não decidiu qual deles tem mais a ver com você? Então aproveite a visita em nosso blog para conhecer o teste vocacional para Direito! Ele será de grande ajuda neste momento!

Você pode gostar também