Se você se considera das exatas e adora física e matemática, então as engenharias são para você! Atualmente, existem diversos cursos nessa área com as mais variadas atuações e aplicações. Pensando nisso, você sabe quanto ganha um engenheiro eletricista?

Está certo que devemos escolher uma carreira baseada em nossas preferências e aptidões. Entretanto, é interessante saber a média salarial do profissional. Afinal, também queremos ser bem-remunerados na profissão que escolhemos.

Por esse motivo, trazemos este post com informações importantes sobre a carreira do engenheiro eletricista, o salário, o mercado de trabalho e mais. Para conferir, basta continuar a leitura. Vamos lá?

O que é Engenharia Elétrica?

A Engenharia Elétrica é a ciência responsável pelo planejamento e pela ação de geração, transporte, transmissão e distribuição de energia elétrica. Além disso, ela trabalha com estudos e aplicações de eletrônica e eletromagnetismo.

A área evolui conforme os avanços tecnológicos que utilizam da eletricidade para se desenvolver. Há algum tempo, uma das missões dos engenheiros eletricistas é trabalhar na energia elétrica vinda de fontes renováveis e limpas.

Dessa maneira, a profissão vem ganhando destaque, já que cada vez mais pessoas se conscientizam da importância de usar esse tipo de energia. Empresas, indústrias e residências estão optando pela energia solar fotovoltaica e eólica para reduzir custos. É a engenharia elétrica que possibilita tudo isso.

O que faz o engenheiro eletricista?

A área da engenharia elétrica é muito ampla, de modo que o profissional pode atuar de diversas formas, como em sistemas de automação e controle, projetos de instalações em residenciais, indústrias e empresas, além do desenvolvimento de componentes usados na produção de energia.

O engenheiro eletricista participa de todo planejamento, construção e manutenção de sistemas de energia elétrica, desde a geração até a transmissão e distribuição. A seguir, confira alguns pontos de atuação do profissional:

Eligis - teste vocacional e profissional
  • usinas;
  • construtoras;
  • linhas de transmissão;
  • subestações;
  • telecomunicações;
  • indústrias que fabricam ou usam sistemas elétricos e de automação;
  • outros setores que precisam de profissionais de exatas, como financeiro e informática.

O que mais o engenheiro eletricista pode fazer?

  • projetar, construir e realizar manutenção em sistemas de geração de energia;
  • projetar sistemas de controle e automação voltados para o mercado industrial, comercial e predial;
  • definir o potencial energético das bacias hidrográficas;
  • pesquisar e projetar sistemas de energia elétrica focados no aumento da eficiência, conservando eletricidade e utilizando fontes alternativas.

Quanto o engenheiro eletricista ganha?

Bom, chegamos à pergunta que dá nome a este post. Para começar, já temos uma ótima notícia: a profissão está entre as que são mais bem remuneradas no país. Há uma lei que regulamenta os salários de alguns profissionais, inclusive dos engenheiros.

Segundo essa lei, o cálculo é feito de acordo com os padrões do salário mínimo proporcional à jornada diária. Vale dizer que os valores não mudam, qualquer que seja o local de atuação. Para você ter uma ideia, em uma jornada de trabalho de 6 horas por dia, o piso salarial é de 6 salários mínimos.

Em um expediente de 7 horas diárias, o piso é de 7,25 salários mínimos. Já os profissionais que trabalham 8 horas por dia, recebem 8,5 salários mínimos como piso. Sendo assim, para saber a remuneração mínima desse profissional, basta multiplicar esses números pelo salário mínimo atual.

Então isso quer dizer que, se eu sair da faculdade hoje, já vou ganhar esse valor? A resposta é: provavelmente não. Acontece que, como em toda profissão, os ganhos variam conforme a experiência, o cargo e a área de atuação.

Um trainee, por exemplo, ganha, em média, pouco mais de 3,5 mil reais mensais. Já um coordenador tem o salário médio de mais de 8 mil reais. Como você pode ver, mesmo quem tem pouca experiência consegue uma boa remuneração logo no início.

quanto ganha um engenheiro eletricista

Onde estudar Engenharia Elétrica?

Gostou da ideia de estudar Engenharia Elétrica? Então confira algumas das universidades que oferecem os melhores cursos da área:

  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais — PUC MG;
  • Universidade de São Paulo — USP;
  • Universidade Federal da Bahia — UFBA;
  • Universidade Federal Fluminense — UFF;
  • Universidade Federal de Minas Gerais — UFMG;
  • Universidade Federal de São Carlos — UFSCAR;
  • Universidade Federal de São Paulo — UNIFESP;
  • Universidade Federal de Santa Catarina — UFSC.
  • Universidade Federal de Viçosa — UFV;
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro — UFRJ.

Mercado de trabalho

Para ajudar na escolha da carreira, não basta saber se os salários são bons, é preciso entender como está o mercado de trabalho. Afinal, de nada adianta altas remunerações, se não há vagas o suficiente para absorver os profissionais que se formam.

Aqui vai mais uma boa notícia: no Brasil, há muitas oportunidades para os engenheiros eletricistas. No setor público, o Governo Federal investe na expansão de energia elétrica por todo o território, o que faz aumentar a demanda de profissionais da área.

No privado, isso não muda muito. Por conta da televisão digital e das tecnologias de internet móvel, as oportunidades para o profissional aumentaram. A produção de energia alternativa, como solar e eólica, também precisa de engenheiros eletricistas como principais atuantes.

Perfil do engenheiro eletricista

Antes de mergulhar de cabeça na ideia de ser um engenheiro eletricista, é importante entender o perfil do profissional. Assim, fica mais fácil saber se essa é a profissão da sua vida. Primeiramente, é imprescindível gostar de matemática e física, como falamos no início deste post.

Isso se deve ao fato de que a profissão exige muitos tipos de cálculos o tempo todo. É uma atividade que faz parte da rotina de trabalho do engenheiro eletricista. Além disso, é interessante que você seja curioso a ponto de buscar soluções inovadoras para melhorar a eficiência dos sistemas energéticos. Esse é um ótimo diferencial no mercado de trabalho.

Por fim, assim como na maioria das profissões, hoje em dia, a fluência em inglês abre ainda mais portas, principalmente em empresas multinacionais, que são as que oferecem os melhores trabalhos. Portanto, se você ainda não estuda o idioma, já está na hora de começar.

Agora que você já sabe quanto ganha um engenheiro eletricista e como funciona a profissão, já pode colocá-la na sua listinha de carreiras que gostaria de seguir, caso seja a sua vontade. A área é muito valorizada, oferecendo muitas oportunidades de trabalho e boas remunerações.

Ainda assim não sabe qual carreira escolher? Um teste vocacional pode ajudar. Aproveite que está por aqui e entenda mais sobre o assunto!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também