Graduação completada em média em 5 anos, o curso de Química é uma ótima opção para quem deseja alinhar conhecimentos sobre a composição da matéria e cálculos matemáticos. Com várias possibilidades de carreira, essa profissão oferece boas oportunidades de trabalho. Afinal, você sabe quanto ganha um químico?

Para responder a essa pergunta, preparamos um conteúdo abordando temas como: quanto ganha um químico no Brasil; o cenário atual do mercado de trabalho; informações sobre o curso de Química e muito mais. Confira!

Quanto ganha um químico? 

Mesmo sendo uma área extremamente vasta e com diversas possibilidades de carreira, segundo pesquisa realizada pela revista Exame, um químico no Brasil ganha em média cerca de R$ 3.000,00.

Porém, não podemos esquecer que há outros fatores que influenciam essa remuneração, sendo os anos de experiência e o porte da empresa alguns deles.

Com isso, é natural pensarmos que um químico experiente e atuando em uma grande empresa pode receber mais que R$ 3.000,00, superando assim a média nacional da categoria.

Quanto ganha um químico no Brasil?

Em questões de salário médio, o químico no Brasil, como já destacamos acima, ganha cerca de 3 salários mínimos. Porém, há várias possibilidades de carreira no país para essa profissão, o que fatalmente remete a variados patamares de remuneração.

Exemplificando, o químico que decidir ser professor e dar aulas em uma escola pública receberá cerca de R$ 1.800,00 a cada 30 horas de trabalho.

Já para aqueles que ingressarem em uma carreira acadêmica, lecionar em uma universidade (principalmente se ela for pública) pode ser um ótimo negócio, já que nesse caso os salários são bem maiores, alcançando uma média de R$ 10.000,00 para 40 horas semanais.

O que faz um químico? 

Seja atuando em uma empresa particular, seja dando aulas em uma escola pública, o químico é o profissional que estuda as transformações da matéria e suas respectivas reações, considerando ainda a influência de fatores como temperatura, pressão, volume, umidade e concentração.

A carreira do profissional

Após se formar no curso de Química, o profissional poderá escolher diversas trajetórias de carreira. Confira abaixo algumas delas.

Lecionar

Caso a formação seja em Química licenciatura, dar aulas é uma opção nesse ramo. Como possibilidades podemos destacar lecionar em escolas públicas e privadas, cursinhos pré-vestibulares, aulas particulares. cursos técnicos e até mesmo em universidades.

Eligis - teste vocacional e profissional

Laboratórios de pesquisa

Trabalhar em um laboratório de pesquisa é o sonho de consumo de muitos químicos, isso porque nesse local o profissional geralmente consegue colocar em prática grande parte de seus conhecimentos adquiridos ao longo de anos no bacharelado.

Além disso, trata-se de uma área ligada diretamente com novas tecnologias e descobertas, o que ajuda ainda mais a atrair a atenção dos profissionais.

Para exemplificar, podemos citar os laboratórios de pesquisa no setor de farmacologia, onde são realizados controles de qualidade de substâncias, desenvolvimento de reagentes e reações química em cadeia.

Indústria química privada

Grande parte dos formandos em Química são absorvidos pelo mercado de trabalho pela indústria química privada, o que engloba empresas de energia, petróleo, fabricantes de plástico e derivados.

Aqui os químicos são responsáveis por controlar reações, fiscalizar processos e garantir que toda a manipulação da matéria ocorra dentro dos parâmetros adequados.

Laboratórios de análises clínicas

Por fim, esse profissional pode também trabalhar em laboratórios de análises clínicas, realizando testes químicos em amostras e identificando-as quanto ao índice de reatividade.

Onde estudar química? 

Existem diversas faculdades no Brasil que oferecem o curso de Química, veja baixo algumas delas:

  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-Rio;
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp;
  • Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC;
  • Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG;
  • Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF;
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS;
  • Universidade Estadual de Maringá – UEM;
  • Universidade de São Paulo – USP;
  • Universidade Federal do Espírito Santo – UFES;
  • Universidade Federal de Lavras – UFLA.

O curso de Química

curso de química

Elaborado para ser concluído em 5 anos (ou em 10 semestres letivos), o curso de Química pode ser ofertado na modalidade bacharelado (basicamente voltado para o mercado de trabalho) e licenciatura (curso com carga horária pedagógica, formando assim futuros professores).

Grade curricular

Composta por várias disciplinas que envolvem Física, Matemática e naturalmente Química, a grade curricular desse curso exige que o estudante seja muito bom na área de exatas.

Veja abaixo alguns exemplos de matérias:

  • Cálculo Diferencial e Integral I;
  • Fundamentos de Física I;
  • Fundamentos de Física II;
  • Geometria Analítica e Álgebra Linear;
  • Fundamentos de Eletromagnetismo;
  • Introdução à Química;
  • Cinética das Reações;
  • Cálculo Diferencial e Integral II;
  • Mecânica Fundamental;
  • História da Química;
  • Química Ambiental;
  • Química Analítica;
  • Química das Transformações;
  • Química Orgânica;
  • Química Inorgânica;
  • Química Molecular;
  • Introdução à Termodinâmica Aplicada;
  • Química Experimental;
  • Estrutura e Propriedade de Compostos Orgânicos.

Formas de ingresso

A principal forma de ingressar em um curso de graduação em Química sem dúvida é realizar o Enem e pleitear uma vaga a partir do Sisu.

Além dessa opção, podemos destacar os vestibulares tradicionais organizados pelas universidades que não aderiram ao Sisu, entretanto, a grande maioria delas é particular, ou seja, caso o estudante não conseguir uma bolsa, será necessário pagar pelos estudos mensalmente.

Sendo assim, agora que você já sabe quanto ganha um químico, bem como as características desse curso de graduação, fica mais simples de entender o que de fato o profissional da Química faz em seu trabalho.

Vale lembrar ainda que, para quem deseja seguir essa carreira, é fundamental gostar também de Matemática, até porque, como destacamos acima, durante toda a graduação há matérias que envolvem cálculos matemáticos.

Achou interessante conhecer sobre o salário e a profissão de um químico? Então leia também sobre o curso de Bioquímica!

Você pode gostar também