A área de Biomedicina estética é um dos braços da Biomedicina, regulamentada pelo Conselho Federal de Biomedicina desde 2010.

Investir nessa formação é uma opção inteligente para quem deseja trabalhar com procedimentos estéticos, pois, permite que o profissional atue em práticas avançadas e minimamente invasivas, que não são possíveis só com o curso técnico de Estética.

Se você quer saber tudo sobre essa especialidade e como o mercado de trabalho recebe os biomédicos especialistas em estética, acompanhe este post.

O que é Biomedicina estética?

A Biomedicina estética é uma especialização destinada aos biomédicos formados, habilitando esses profissionais a realizarem procedimentos de estética facial e corporal.

Para conquistar o título de especialista na área, os estudantes têm aulas teóricas e práticas, que possibilitam o profundo entendimento sobre o funcionamento dos mecanismos bioquímicos e fisiológicos de cada procedimento.

Indicações, contraindicações, possíveis complicações e soluções fazem parte do conteúdo aprendido durante a especialização.

Investir nessa área de atuação é uma excelente opção para o futuro, pois, o mercado é um dos mais promissores do Brasil.

Em níveis mundiais, nosso país fica atrás apenas da China e dos Estados Unidos, sendo o terceiro maior mercado de estética do mundo.

Os brasileiros realmente se preocupam com a aparência. Para aproveitar esse segmento tão promissor, o profissional pode abrir sua própria clínica, atuar em centros estéticos, desenvolver pesquisas na área ou até mesmo seguir carreira acadêmica, ensinando aos novos biomédicos tudo que aprendeu com o curso e experiências.

Biomedicina estética: o que faz?

Como falamos no início deste material, o profissional especialista em Biomedicina estética pode realizar procedimentos invasivos não cirúrgicos, incluindo:

  • aplicação de laser e outras tecnologias de alta potência para tratamentos estéticos;
  • determinar protocolos de tratamentos estéticos para os pacientes;
  • microagulhamento;
  • assinar como responsável técnico de clínicas de estética;
  • preenchimentos na pele.

Curso de Biomedicina estética

O curso de Biomedicina estética é uma especialização. Isso significa que você não encontrará um bacharelado específico sobre o assunto, precisará de um diploma em Biomedicina para se inscrever nessa pós.

Algumas faculdades também aceitam graduados em Farmácia.

Pós-graduação em Biomedicina estética

Em geral, a pós-graduação em Biomedicina estética aborda os seguintes conteúdos:

  • Ambulatório
  • Anatomia e Fisiologia da Pele
  • Bioética e Biossegurança em Biomedicina estética
  • Carboxterapia
  • Empreendedorismo, Marketing e Noções Básicas de Direito Empresarial
  • Epilação laser e luz intensa pulsada
  • Farmacologia e Cosmetologia
  • Introdução à Biomedicina estética
  • Mesoterapia
  • Microagulhamento
  • Patologia
  • Pelling químico, enzimático e biológico
  • Preenchimento Semipermanente
  • Primeiros Socorros
  • Radiofrequência, Ultrassom e Endermoterapia
  • Semiologia e Acompanhamento Terapêutico
  • Técnicas Combinadas
  • Toxina Botulínica tipo A
biomedicina estética curso

Áreas de atuação

As áreas de atuação da Biomedicina estética são os procedimentos que o profissional pode realizar após a conclusão da sua especialização. Veja quais são os mais populares:

  • carboxterapia — aplicação com agulhas que favorecem a circulação sanguínea, aumentam o metabolismo local, suavizam a aparência de cicatrizes, favorecem a queima de gordura, ajudam a desfazer nódulos de celulite, entre outros objetivos;
  • classificação da pele — quanto aos fototipos, à hidratação e à oleosidade, entre outros fatores;
  • intradermoterapia — tratamento de aplicação de enzimas para absorção de gorduras;
  • laser fracionado — tecnologia para tratar o envelhecimento da pele;
  • laserterapia — tratamento a laser;
  • luz intensa pulsada e led — terapia para vários fins, como depilação e remoção de manchas;
  • radiofrequência estética — tecnologia utilizada para tratamentos de gordura localizada, flacidez, rugas, entre outros;
  • ultrassom focalizado — utilizado para redução de gordura localizada.

Diferença entre Biomedicina e Estética

Há dois caminhos para quem deseja trabalhar com estética de maneira profissional: investir no curso de Biomedicina ou Estética e cosmetologia.

A diferença entre as duas áreas se concentra nos procedimentos que os profissionais podem realizar de acordo com a sua formação. Por exemplo, quem gradua em Estética não pode realizar procedimentos injetáveis, como o botox.

Dito isso, o tecnólogo em Estética pode aplicar os seguintes tratamentos:

  • depilação eletrônica ou sem uso de equipamentos eletrônicos;
  • drenagem linfática corporal;
  • eletroterapia para fins estéticos;
  • esfoliação corporal, bandagens, massagens cosméticas, banhos aromáticos e descoloração de pelos;
  • hidratação corporal;
  • higienização e limpeza de pele;
  • máscaras de face, do pescoço e do colo;
  • massagem mecânica, vacuoterapia;
  • tratamento das mãos e dos pés;
  • tratamento de acne simples com técnicas cosméticas.

Para uma atuação completa no segmento da estética, muitos profissionais optam por iniciar a carreira por meio do curso de Estética e cosmetologia. Depois, dedicam-se à graduação de Biomedicina para se especializarem em Biomedicina estética.

Esse é um ótimo plano de carreira para quem deseja aproveitar todas as vantagens e oportunidades dentro de um mercado tão promissor.

Biomedicina estética: salário

De acordo com o portal de empregos Vagas, a média salarial dos profissionais que atuam na área de Biomedicina estética é de R$ 2,6 mil reais, podendo ultrapassar os R$ 3 mil reais.

Os ganhos podem ser maiores quando o profissional atua por conta própria, em mais de uma clínica ou por comissionamento.

No momento em que fizemos essa pesquisa, as vagas em aberto ofereciam salários de até R$ 4 mil reais.

Onde estudar?

O primeiro passo para se especializar em Biomedicina estética é formar em Biomedicina. A graduação está disponível em várias instituições do país, incluindo:

  • Anhanguera
  • Faculdade Pitágoras
  • FAMA – União de Faculdades do Amapá
  • UNIC – Universidade de Cuiabá
  • Unime – União Metropolitana de Educação e Cultura
  • Unopar – Faculdades Integradas Norte do Paraná

Após conquistar o seu diploma, chega a hora de procurar pelo curso de Biomedicina estética. Você encontra os cursos nas modalidades presencial e a distância. Veja algumas possibilidades autorizadas pelo MEC.

Presencial

  • FAC CGESP – Faculdade Cgesp Goiânia
  • Facis – Faculdade De Ciências da Saúde de São Paulo
  • Uniasselvi – Centro Universitário Leonardo Da Vinci
  • UP – Universidade Positivo
  • Univates – Universidade do Vale do Taquari
  • UNIC – Universidade de Cuiabá

A distância

  • Unifaveni – Centro Universitário Faveni
  • Faculdade Unyleya
  • Uniavan – Centro Universitario Avantis
  • Faculdade Futura
  • UCAM – Universidade Cândido Mendes

Além da Biomedicina estética, o profissional formado em Biomedicina pode atuar nas áreas de pesquisa científica, diagnóstico por imagem, resolução de crimes por meio da genética forense, biotecnologia e análises clínicas.

Aproveite que está aqui e saiba mais sobre as áreas da Biomedicina.

Eligis - teste vocacional e profissional
Você pode gostar também