Junto com a Medicina e as Engenharias, a Graduação em Economia, tradicionalmente, faz parte dos cursos mais concorridos do vestibular, atraindo a atenção de milhares de estudantes a cada semestre. Todos têm o mesmo intuito: ingressar em uma Faculdade de Economia, seja ela pública, ou particular.

Por mais que seja uma área bastante disputada, a grande vantagem é que, atualmente, existem várias universidades no Brasil que disponibilizam esse curso. Ou seja, o estudante tem a chance de participar de vários processos seletivos.

Dessa forma, visando a detalhar melhor essa área, apontamos, a seguir, quais são as melhores Faculdades de Economia, como é esse curso e as possibilidades do mercado de trabalho. Acompanhe e saiba mais!

Curso de Economia

Sendo concluído, em média, com 5 anos de estudos (ou 10 semestres letivos), o Curso de Economia no Brasil é ofertado na modalidade de bacharelado e exige habilidades dos estudantes nas seguintes áreas:

  • matemática financeira;
  • políticas públicas nacionais;
  • contabilidade;
  • economia internacional;
  • microeconomia;
  • macroeconomia;
  • história da economia mundial.

Melhores Faculdades de Economia

Por mais que possa parecer, para algumas pessoas, um processo subjetivo e tendencioso, a qualificação de uma universidade é mensurada com base em vários aspectos técnicos. 

Eles vão desde o número de alunos que são absorvidos pelo mercado de trabalho logo após se formarem, até o número de patentes desenvolvidas pela instituição.

Com isso, periodicamente, é comum encontrarmos instituições que realizam pesquisas com o objetivo de ranquear as melhores universidades do país. É o caso da Folha de São Paulo, que disponibilizou o seu mais recente estudo no ano de 2019.

Falando especificamente do Curso de Economia, de acordo com o levantamento realizado pela Folha de São Paulo, temos:

economia

Melhores universidades públicas

  • USP — Universidade de São Paulo;
  • UNICAMP — Universidade Estadual de Campinas;
  • UFMG — Universidade Federal de Minas Gerais;
  • UFRJ — Universidade Federal do Rio de Janeiro;
  • UFRGS — Universidade Federal do Rio Grande do Sul;
  • UFPR — Universidade Federal do Paraná;
  • UNB — Universidade de Brasília;
  • UFPE — Universidade Federal de Pernambuco;
  • UFSC — Universidade Federal de Santa Catarina;
  • UFBA — Universidade Federal da Bahia;
  • UNESP — Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho;
  • UERJ — Universidade do Estado do Rio de Janeiro;
  • UFC — Universidade Federal do Ceará;
  • UFG — Universidade Federal de Goiás;
  • UFSCAR — Universidade Federal de São Carlos;
  • UFU — Universidade Federal de Uberlândia;
  • UFF — Universidade Federal Fluminense;
  • UNIOESTE — Universidade Estadual do Oeste do Paraná;
  • UEL — Universidade Estadual de Londrina;
  • UFSM — Universidade Federal de Santa Maria;
  • UEM — Universidade Estadual de Maringá;
  • UFES — Universidade Federal do Espírito Santo.

Formas de ingresso

Para ingressar em uma universidade pública, a principal porta de entrada é a realização do Enem e a posterior candidatura no Sistema de Seleção Unificada — o Sisu.

Melhores universidade particulares 

  • FGV/SP — Escola de Economia de São Paulo;
  • PUC/SP — Pontifícia Universidade Católica de São Paulo;
  • FGV/Rio — Escola Brasileira de Economia e Finanças;
  • PUC/Rio — Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro;
  • INSPER — Instituto de Ensino e Pesquisa;
  • Mackenzie — Universidade Presbiteriana Mackenzie;
  • UNIP — Universidade Paulista;
  • IBMEC/RJ — Faculdade de Economia e Finanças Ibmec;
  • PUC/Minas — Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais;
  • PUC/PR — Pontifícia Universidade Católica do Paraná;
  • UNINOVE — Universidade Nove de Julho;
  • UNISINOS — Universidade do Vale do Rio dos Sinos;
  • PUC/RS — Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul;
  • UNA — Centro Universitário Una;
  • PUC/Campinas — Pontifícia Universidade Católica de Campinas;
  • UNIFOR/CE — Universidade de Fortaleza;
  • USJT — Universidade São Judas Tadeu;
  • UP — Universidade Positivo;
  • PUC/Goiás — Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Formas de ingresso

Já para as faculdades particulares, o Enem pode servir para algumas como critério de seleção, mas é o vestibular tradicional (organizado pela própria instituição) a forma mais comum de conquistar uma vaga nessas instituições.

Eligis - teste vocacional e profissional

Faculdade de Economia EaD

Para aqueles que desejarem o formato de ensino online, há, também, faculdades que oferecem Economia EaD. Contudo, todas elas são particulares, como é o caso destas:

  • Unip — Universidade Paulista;
  • Estácio — Universidade Estácio de Sá;
  • Anhembi — Universidade Anhembi Morumbi;
  • Newton Paiva — Centro Universitário Newton Paiva;
  • Uni/BH — Centro Universitário Uni.

Faculdade de Economia: preço

Para aqueles que não conseguiram vaga em alguma universidade pública, tampouco uma bolsa de estudos em uma faculdade privada, a opção é pagar por um Curso de Economia realizado em um faculdade particular.

Sobre os valores, a mensalidade pode variar consideravelmente conforme é a qualidade da faculdade e o custo de vida da cidade. Para ter uma ideia, é possível ingressar no Curso de Economia pagando mensalmente uma média de R$ 500,00 a R$1.000,00.

Entretanto, há instituições que cobram bem mais caro para estudar Economia — por volta de R$ 3.000,00 por mês.

Mercado de trabalho

Sobre o mercado de trabalho, um economista pode encontrar boas ofertas de emprego em empresas como: bancos, instituições financeiras, corporações de investimento e em qualquer outra companhia que trabalha no mercado financeiro, com a negociação de ações e créditos.

É impossível falarmos de mercado de trabalho para os economistas e não destacarmos a cidade de São Paulo. Isso porque, como a capital paulista é o centro financeiro do país (inclusive sediando a única Bolsa de Valores do Brasil, a Ibovespa), as melhores vagas de emprego para essa área, sem dúvidas, estão concentradas nessa região.

Logo, conhecendo quais são as melhores Faculdades de Economia do país, percebemos que o estudante que deseja ingressar nesse ramo encontra instituições de qualidade em praticamente todos os estados. Vale ressaltarmos, ainda, que há possibilidades de EaD, isto é, democratizando ainda mais a acessibilidade a essa graduação.

Vai fazer a prova do Enem, mas ainda não se decidiu sobre qual universidade escolher? Então conheça agora mesmo quais são as melhores faculdades do Brasil!

Você pode gostar também