O curso de Engenharia Mecânica é uma das graduações mais concorridas em grande parte das universidades brasileiras, o tornando assim uma formação bastante conhecida entre os estudantes. Entretanto, o que poucos vestibulandos sabem é o que faz um engenheiro mecânico, bem como quais são suas possibilidades de carreira.

Com a finalidade de responder a essa pergunta e esclarecer também vários outros pontos acerca da atuação de um engenheiro mecânico, preparamos um conteúdo abordando as principais questões referentes a essa área. Boa leitura!

Engenharia Mecânica: profissão

A Engenharia Mecânica juntamente com a Engenharia Civil e a Militar fazem parte de uma das áreas mais antigas de estudos que envolvem conceitos de engenharia. Em outras palavras, essa profissão já existe no mundo há séculos e foi responsável direta pelo avanço da sociedade em vários aspectos.

Por se tratar de uma área tão antiga, é natural concluirmos que o perfil do profissional foi sendo constantemente moldado ao longo dos anos conforme foram surgindo as necessidades da sociedade.

Nesse contexto, tratando especificamente das características atuais dessa profissão, podemos destacar as seguintes observações:

  • ramo que acompanha as tendências tecnológicas referentes ao desenvolvimento de softwares de desenhos industriais;
  • setor altamente industrial, podendo ter cargos de atuação desde uma empresa automobilística até em companhias de petróleo;
  • crescimento considerável do número de engenheiros que passaram a atuar em áreas de gestão e gerenciamento, aumentando assim as possibilidades de trabalho para os profissionais da área.

Como se tornar um engenheiro mecânico?

Sonho de vários estudantes, a trajetória para ser tornar um engenheiro mecânico não é tão simples assim, a começar pela participação em um processo seletivo (vestibular) altamente concorrido, ou seja, com muito mais participantes do que vagas disponíveis.

engenheiro mecânico

Vestibular/Enem

O primeiro passo nessa carreira é entrar na faculdade. Uma das principais portas de entrada para o ensino superior no Brasil é fazer o Enem e depois participar do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Seguindo esse percurso, o candidato pode concorrer a praticamente qualquer vaga de Engenharia Mecânica disponível nas universidades públicas do país, já que a grande maioria delas adota o Enem como principal processo seletivo.

Se quiser uma faculdade particular, pode participar dos processos de bolsas do governo que também fazem uso dessa nota: Prouni e Fies.

Há também a possibilidade de ingressar em universidades que não aderem ao Enem (principalmente as particulares), basta o estudante ficar atento à publicação dos editais próprios e participar do vestibular tradicional (que é organizado pela própria instituição de ensino superior).

Graduação

Após ser aprovado, o estudante agora precisa concluir os 5 anos de graduação em Engenharia Mecânica (ou 10 semestres letivos).

O curso nessa área não é simples e é bastante conhecido pela exigência de bons conhecimentos nas matérias de exatas (principalmente Matemática e Física).

Outro ponto interessante de ser destacado é a obrigatoriedade da realização de estágio, ou seja, para concluir essa graduação o estudante precisa primeiramente cumprir uma carga horária mínima de estágio profissional, que geralmente é de 360 horas.

Inscrição no CREA

Posterior à conclusão do ensino superior, o profissional agora precisa se registrar no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do seu estado.

Esse registro é essencial para o desempenho dentro da lei das tarefas de Engenharia Mecânica que são exigidas no mercado de trabalho. Além disso, ao ser devidamente registrado no CREA, o profissional passa a ser amparado por essa instituição, a qual funciona basicamente como uma regulamentadora das diretrizes da área.

Eligis - teste vocacional e profissional

Áreas de atuação

São várias as possíveis áreas de atuação de um engenheiro mecânico. Veja a seguir as principais delas.

Projetos

Essa é talvez a trajetória mais comum entre os profissionais, até porque geralmente é a que mais tem vagas disponíveis no mercado.

Nesse ramo, o engenheiro pode participar da elaboração de projetos de desenvolvimento de peças, equipamentos de engenharia, máquinas e ferramentas em geral.

Gestão

É uma área que vem crescendo bastante ultimamente, principalmente devido ao elevado número de empresas que atualmente adotam medidas de gestão e gerenciamento em suas redes de produção.

Nessa área, o engenheiro mecânico atua de forma menos técnica, ou seja, ele tende priorizar questões de produção e desenvolver habilidades administrativas.

Manutenção

Já a manutenção é sem dúvidas a área que mais exige horas de trabalho do profissional, isso porque as máquinas e sistemas mecânicos podem parar em qualquer situação (feriados, madrugada, fins de semana).

Aqui o engenheiro mecânico é o responsável por identificar as causas de falha de uma máquina e ainda participar da elaboração de planos de manutenção.

Principais atividades 

Seja qual for o ramo de atuação, as seguintes atividades fazem parte da rotina da maioria dos engenheiros mecânicos:

  • elaboração de desenhos técnicos em softwares;
  • aplicação de medidas de gerenciamento;
  • identificação de padrões de produção e as respectivas medidas para a sua garantia;
  • análise técnica de processos mecânicos industriais;
  • aperfeiçoamento das técnicas de produção, visando assim enxugar custos e maximizar ganhos.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para essa área no Brasil já foi mais aquecido nos anos anteriores, contudo, ainda há boas oportunidades de trabalho no setor.

Onde um engenheiro mecânico trabalha?

Como destaque, podemos citar os polos industriais do país (concentrados na região Sudeste e nas regiões metropolitanas das principais capitais econômicas), os quais empregam grande parte dos engenheiros recém-formados.

Quanto ganha um engenheiro mecânico? 

É muito relativo fixar um salário para essa área, até porque há variáveis envolvidas nessa questão. Mas, para termos uma ideia do piso salarial de um engenheiro mecânico recém-formado pode ganhar em média de R$ 2.500,00 a R$ 3.500,00.

Já para os profissionais mais experientes, essa faixa salarial pode alcançar valores maiores, em média de R$ 5.000,00 até R$ 10.000,00.

Perfil do profissional 

O perfil profissional de um engenheiro mecânico exige em sua grande maioria:

  • boas habilidades de raciocínio lógico;
  • afinidades com Matemática e Física;
  • visão espacial aguçada;
  • competências para a identificação e replicação de padrões.

Portanto, agora que você já sabe o que faz um engenheiro mecânico, bem como quais são as suas possibilidades de trabalho, fica mais simples de saber se essa área tem relações com seu perfil profissional. Vale lembrar ainda que é imprescindível gostar muito de exatas, o que ajudará bastante na conclusão do curso.

Gostou de aprender um pouco mais sobre a profissão de Engenharia Mecânica? Então, veja agora como é o curso de Engenharia Naval!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também