A psicanálise é uma abordagem da psicologia clínica, cujo principal objetivo é ajudar as pessoas a entenderem a si mesmas, explorando o próprio inconsciente.

Para seguir nessa área, é desejável que o profissional seja formado em Psicologia e tenha investido em um curso de especialização. Pode, ainda, ser um psiquiatra e um especialista em psicanálise.

Em alguns casos, os psicanalistas também têm outra formação como base, de acordo com a Sociedade Brasileira de Psicanálise Integrativa (SBPI). Quer saber mais detalhes sobre o assunto? Dê uma olhada neste post!                                          

O que é psicanálise?

A psicanálise trabalha as questões do inconsciente de maneira profunda, mesmo aquelas que desafiam a lógica e o bom senso.

Essa abordagem ajuda os pacientes a entenderem por que agem de maneira automática e, também, seus desejos proibidos ou reprimidos.

Sentimentos como raiva e atitudes grosseiras podem ser mais bem entendidos por meio da psicanálise, que busca recuperar, na memória, na criação e nas emoções do paciente, os gatilhos para as suas ações e os seus pensamentos.

O que faz o psicanalista?

A principal função do psicanalista é promover o equilíbrio entre o ser interior do paciente, suas dúvidas e seus questionamentos, com suas relações externas.

Para isso, ele procura interpretar as questões do inconsciente humano, de modo que explique as ações, as palavras e os pensamentos.

Seu modo de trabalho é, basicamente, escutar o que o paciente tem a dizer e saber captar o que é dito nas entrelinhas. Dessa forma, por meio do conhecimento adquirido em seus estudos, promove a interpretação dessa fala.

Curso de Psicanálise

Algumas instituições aceitam pessoas formadas em cursos que não sejam Psicologia ou Medicina em suas especializações.

Entretanto, a recomendação da Federação Brasileira de Psicanálise (FEBRAPSI) é que a especialização seja oferecida a médicos e psicólogos que já concluíram a graduação e estão devidamente registrados em seus Conselhos Regionais — CRM e CRP.

Portanto, a formação prévia nesses cursos de graduação é o caminho mais seguro para se tornar um psicanalista.

Além de facilitar a entrada nos cursos de especialização, os pacientes acabam sentindo mais conforto durante as sessões, sabendo que estão fazendo terapia com um profissional que tem uma base sólida a respeito das questões psíquicas.

Onde estudar?

Agora que você já sabe os aspectos mais importantes sobre o curso de Psicanálise, veja onde estudar em algumas capitais do Brasil.

Eligis - teste vocacional e profissional

São Paulo

Instituto Durval Marcondes oferece o curso de Psicanálise para psicólogos e médicos graduados e com registro ativo nos Conselhos Regionais.

Profissionais de outras áreas que desejam tornar-se psicanalistas devem entrar em contato com a instituição e verificar o edital vigente, já que a aprovação para esses indivíduos é de responsabilidade da Comissão de Ensino.

Rio de Janeiro

A Sociedade psicanalítica do Rio de Janeiro oferece formação para médicos e psicólogos. Uma das principais características do curso é o estudo aprofundado das obras de Freud.

Também no Rio de Janeiro está a Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro, disponibilizando formação para médicos e psicólogos, em média de 2 anos.

Recife

A formação psicanalítica na Sociedade Psicanalítica do Recife é oferecida para médicos e psicólogos.

Profissionais de outras áreas interessados no curso devem enviar seus currículos. Após avaliação, são chamados para uma entrevista. A partir dessa seleção, uma comissão pode aprovar ou não o ingresso à faculdade.

Brasília

Para estudar na Sociedade de Psicanálise de Brasília, o candidato que não tem formação nas áreas requeridas deve cumprir um estágio de 250 horas no primeiro ano de curso.

O mesmo vale para graduados em Medicina ou Psicologia, sem experiência em clínicas de saúde mental.

Campo Grande

Quem deseja estudar na capital do Mato Grosso do Sul deve saber que a Sociedade Psicanalítica do estado é um pouco mais exigente.

O curso de Formação Psicanalítica tem duração mínima de 6 anos e inclui:

  • mínimo de 4 sessões semanais de análise pessoal profunda durante todo o período;
  • curso teórico e técnico com duração média de 5 anos.

Para participar, é necessário que o diploma em Medicina ou Psicologia tenha, no mínimo, 2 anos.

Pai da psicanálise: Freud

O nome de Freud como o pai da psicanálise está por todos os lugares: livros, letras de músicas e até como tema de série. Suas temáticas são polêmicas e, ao mesmo tempo, bastante populares.

As teorias de Freud foram construídas após muito estudo e observação, já que ele utilizava o estudo de casos clínicos como principal ferramenta para desvendar o significado dos sonhos, os aspectos do inconsciente e os estágios psicossociais dos indivíduos.

Ele também acreditava que a mente humana é composta por 3 elementos:

  • id — local em que a nossa mente guarda os impulsos primitivos, localizado no inconsciente e regido pelo prazer e desejo;
  • ego — funciona no consciente humano, mediando os desejos do id e do superego;
  • superego —desenvolvido na infância, é um misto entre o consciente e o inconsciente, caracterizado pela censura, pelo medo e pela culpa.

Técnicas psicanalíticas

psicanálise

Antes de Freud, as terapias eram feitas com técnicas de hipnose. Seus estudos resultaram na formação de 3 principais técnicas psicanalíticas.

Método de livre associação

O paciente deve expor todos os seus pensamentos, sentimentos, ideias e emoções, mesmo que não pareçam tão importantes.

Essas expressões devem ser associadas a gatilhos, como palavras, sonhos ou pensamentos espontâneos.

Atenção flutuante

O profissional conversa com o paciente, sem ressaltar assuntos ao longo da conversa. A análise é realizada apenas com base no bate-papo.

Contratransferência

O profissional foca nos pontos de resistência: não os do paciente, mas nos seus. O objetivo é que seus próprios conflitos pessoais não interfiram no tratamento.

Livros de psicanálise

Psicanalistas e fãs da psicanálisetêm à sua disposição alguns livros clássicos e obrigatórios para entender melhor essa abordagem:

  • Estudos sobre a histeria, de Breuer e Freud;
  • A interpretação dos sonhos, de Freud;
  • Três ensaios sobre a teoria da sexualidade, de Freud;
  • A arte de amar, de Erich Fromm.

A psicanálise não é só uma profissão interessante, mas um tema que desperta curiosidade e o interesse de muitas pessoas. Além disso, as teorias de Freud são estudadas em outros cursos da área de humanas, como na Pedagogia

Será que a carreira de psicanalista é para você? Faça um teste vocacional para a essa área da psicologia e descubra!

Você pode gostar também