Curso recomendado para quem gosta de construções e ainda tem afinidades com as disciplinas da área de exatas (principalmente matemática e física). O técnico em edificações é um tipo de formação bastante procurado entre os estudantes.

Entretanto, mesmo sendo um curso bem-conhecido e popular, poucos estudantes sabem, de fato, o que faz um técnico em edificações, bem como quais são as possibilidades de carreira e a realidade atual do mercado de trabalho.

Por esse motivo, preparamos um conteúdo abordando as principais questões acerca dessa área. Confira!

O que faz um técnico em edificações?

Entre as várias atribuições do técnico em edificações, podemos destacar:

  • acompanhar o desenvolvimento das atividades no canteiro de obras;
  • integrar a equipe de projetos de construção;
  • fazer desenhos técnicos;
  • realizar orçamentos e acompanhar solicitações de compras;
  • calcular a quantidade de material que será necessária para uma obra;
  • participar da elaboração de cronogramas;
  • receber materiais e insumos e verificar o controle de qualidade;
  • aplicar e fiscalizar o cumprimento de normas técnicas (tanto de segurança do trabalho quanto de Engenharia).

É importante ressaltar ainda que o técnico em edificações raramente atua sozinho durante a tomada de decisões, já que o seu convívio profissional com engenheiros civis e arquitetos é muito frequente.

Curso técnico em edificações

Formação que pode ser concluída em torno de 2 a 3 anos (a depender da distribuição das disciplinas pela instituição de ensino). A carga horária mínima de estudos para se tornar um técnico em edificações é de 1200 horas.

Grade do curso

Sendo composto majoritariamente por disciplinas que envolvem cálculos matemáticos e análises físicas, podemos classificar a grade curricular desse curso como sendo um pouco exigente. Veja a seguir:

  • FÍSICA APLICADA;
  • MATEMÁTICA APLICADA;
  • QUÍMICA APLICADA;
  • PORTUGUÊS INSTRUMENTAL;
  • INFORMÁTICA;
  • ELEMENTOS DO MEIO AMBIENTE;
  • DESENHO TÉCNICO APLICADO;
  • MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO I;
  • PROJETO ARQUITETÔNICO I;
  • LOCAÇÃO TOPOGRÁFICA;
  • MECÂNICA DOS SOLOS;
  • RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS;
  • DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR;
  • HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO;
  • MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II;
  • PROJETO ARQUITETÔNICO II;
  • TÉCNICAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL;
  • CANTEIRO DE OBRAS;
  • PROJETO HIDROSSANITÁRIO I;
  • PROJETO ELÉTRICO I;
  • PATOLOGIA E TERAPIA DAS CONSTRUÇÕES;
  • PROJETO HIDROSSANITÁRIO II;
  • PROJETO ELÉTRICO II;
  • PLANEJAMENTO E CONTROLE DE PRODUÇÃO;
  • ESPECIFICAÇÕES E ORÇAMENTO;
  • PROJETO DE ESTRUTURA.
curso técnico em edificações

Onde estudar

Essa formação é encontrada em todos os estados do Brasil. Além disso, há a possibilidade de estudar tanto em uma instituição de ensino privada quanto pública. Desse modo, dentre esses centros de educação, podemos destacar:

  • Centro Federal de Educação Tecnológica – CEFET;
  • Instituto Federal de Educação Tecnológica – IFET;
  • Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI.

Um ponto interessante de ser observado é que alguns desses centros (como é o caso dos CEFETs) dão a oportunidade de o estudante realizar simultaneamente o curso técnico (além de edificações) e o ensino médio, ou seja, de forma integrada.

Com isso, o estudante consegue concluir o seu ensino médio (no período da manhã, por exemplo) e também finalizar dentro da mesma instituição a sua formação técnica (na parte da tarde).

Perfil do aluno

Igual a qualquer outra profissão, o curso técnico de edificações exige dos estudantes algumas habilidades específicas, tais como:

  • raciocínio lógico;
  • afinidade com cálculos e física;
  • boa visão espacial.

Quanto ganha um técnico em edificações?

Sobre quanto ganha um técnico em edificações, é importante primeiramente explicar que os salários podem variar drasticamente conforme alguns fatores, tais como: anos de experiência do profissional, qualidade de sua formação, custo de vida da cidade em questão, porte da empresa empregadora, entre outros.

Dessa forma, traçando uma média, podemos estipular a remuneração desse profissional como sendo na faixa de R$ 1.900,00 (início de carreira) até R$ 4.000,00 (após alguns anos de experiência).

Eligis - teste vocacional e profissional

Como me tornar um técnico em edificações?

Para ingressar nessa área, é fundamental ficar atento à publicação dos editais das instituições de ensino que oferecem essa formação (que é feita por semestre no Senai e por ano nos CEFETs).

É nesse documento que estão todas as informações acerca do processo seletivo dos candidatos, como as características da prova, o peso referente a cada disciplina, se tem ou não proposta de redação, número de vagas disponíveis etc.

De uma forma geral, os processos seletivos para essa área cobram apenas o conteúdo que já é estudado no ensino fundamental regular. Ou seja, não são exigidos dos alunos conhecimentos aprofundados e mais complexos, como no vestibular.

Mercado de trabalho

Já em relação ao mercado de trabalho, podemos afirmar com propriedade que essa área é muito beneficiada nos locais onde há uma elevada concentração de obras, construções e, até mesmo, reformas.

Contudo, o setor da construção civil nos últimos anos no Brasil infelizmente obteve uma considerável queda, o que acarretou no fechamento de muitos postos de trabalho para profissionais desse setor.

Atualmente, as regiões do Brasil que se destacam em número de obras (e que consequentemente oferecem boas oportunidades de trabalho para os técnicos em edificações) são os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Concurso público

Vale lembrar-se, ainda, de que há a possibilidade de o técnico seguir carreira como um servidor público, o que no Brasil, muitas vezes, é sinônimo de estabilidade profissional e bons salários.

Como exemplo, podemos citar o concurso público da Petrobras, que é classificado por muitos técnicos em edificações como sendo uma das melhores oportunidades de trabalho na área, seja pela remuneração elevada, seja pela experiência adquirida (o que engrandece o currículo e possibilita a abertura de novas portas).

Portanto, ao ler sobre o curso de técnico em edificações, conseguimos perceber com mais clareza que essa área é fundamental para o sucesso de qualquer obra/construção. Não se esqueça de que, para aqueles que desejam ingressar nesse ramo, é essencial gostar muito de matemática, física e também de desenho técnico.

O post explicando sobre o curso técnico em edificações foi válido para você? Então conheça agora tudo sobre o curso de desenho industrial!

Você pode gostar também