Você é do tipo de pessoa que gosta de acompanhar os jornais de Economia e de saber sobre tudo o que acontece nessa área no país e no mundo? Então pode ser que Ciências Econômicas seja a graduação perfeita para você. Mas, antes de se decidir, é interessante saber quanto ganha um economista.

Embora a gente precise escolher um curso que tenha a ver com a nossa personalidade, é importante também entender quais são as oportunidades do mercado e as possibilidades de ganho. Afinal, por que não juntar o útil ao agradável, não é mesmo?

Pensando nisso, trouxemos este post que conta tudo o que é preciso saber sobre a carreira de um economista e qual é a média salarial no país. Isso é interessante para você? Então, vamos lá!

O que faz um economista?

Antes de mais nada, você sabe exatamente o que é Economia? É uma ciência considerada multidisciplinar, já que mescla conhecimentos das áreas de exatas e de humanas. Ela estuda todos os processos que incluem produção, acumulação, distribuição e consumo de bens e de serviços.

Assim, fica mais fácil saber quem é e o que faz o economista. Esse profissional acompanha tudo o que ocorre na economia do país e do mundo.

Baseado nas estatísticas e teorias econômicas, ele é capaz de fazer previsões dos impactos econômicos em diversos setores, como na política, nas indústrias, no meio ambiente, na população e na sociedade em geral.

Entre as suas atribuições está a elaboração de orçamentos, de análises e de relatórios. Ele também é responsável por conduzir pesquisas na área, por orientar investidores a fazerem os melhores negócios de acordo com seus perfis e por criar produtos financeiros.

Dentro de uma empresa, o economista pode atuar em uma equipe multidisciplinar, com profissionais de contabilidade e de finanças.

Quanto ganha um economista?

Como em todas as profissões, a remuneração de um economista pode variar conforme a região, o cargo, o porte da empresa, a experiência dele, entre outros fatores. Não há um piso salarial definido por lei para a categoria, mas o Conselho Federal de Economia (Confen) está batalhando por isso.

Por enquanto, o órgão fixou um valor para a hora trabalhada do economista, que é em torno de R$330 . Entretanto, como não existe lei que garante o salário mínimo do profissional, nem sempre os contratantes pagam esse valor.

Por conta da variante, um economista pode ganhar desde R$1.800, como os recém-formados, até R$18.000 para os mais experientes. De maneira geral, os economistas ganham, aproximadamente, R$7.000 para uma jornada de 42 horas semanais de trabalho.

Quer saber em quais faculdades estudar Economia? Confira, a seguir, uma pequena lista com algumas das instituições em que o curso é bem avaliado:

Eligis - teste vocacional e profissional

Onde estudar Economia?

O curso de Economia ou Ciências Econômicas, como também é chamado, é oferecido em grau de bacharelado. Ele tem a duração de 4 anos (8 semestres) e pode ser encontrado tanto no ensino presencial quanto no ensino a distância (EAD).

Independentemente de qual modalidade de ensino você escolha, é importante verificar se a instituição é credenciada e o curso reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação). Somente dessa maneira é que o diploma conquistado é válido para o mercado de trabalho.

  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp);
  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP);
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie (Mackenzie);
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade Federal do Ceará (UFC).

Mercado de trabalho

Em média, um economista consegue desempenhar suas atividades de maneira mais satisfatória e com boa remuneração após um tempo de experiência de um a dois anos. Embora o profissional tenha diversas áreas de atuação, que você conhecerá melhor no próximo tópico, o mercado de trabalho é bem concorrido.

Isso porque há muita gente de olho em seguir a carreira, já que há oportunidades de trabalho surgindo a toda hora. Na área privada, os economistas encontram mais vagas nas corretoras de valores, seguradoras, bancos e outras instituições financeiras.

Já no setor público, as chances se concentram nos bancos públicos, na Comissão de Valores Imobiliários (CMV) e nos concursos públicos, como os de Auditor Fiscal da Receita Federal e no departamento financeiro da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Não podemos nos esquecer também da carreira acadêmica, que inclui lecionar em instituições de ensino superior, desenvolver pesquisas e escrever artigos.

Vale lembrar que a melhor demanda para os economistas está concentrada nas cidades da região sudeste, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, além de Brasília.

economista

A carreira do economista 

Para atuar como um economista, é preciso ser formado no curso superior de Ciências Econômicas ou fazer uma pós-graduação em Economia. Além do mais, é obrigatório o registro no Corecon da região em que o profissional trabalhará.

A lista de atribuições de um economista é bem vasta. Portanto, sua carreira não fica “engessada” em poucos cargos. Há um leque de possibilidades, o que é muito vantajoso na hora de encontrar um emprego e se reinventar, quando necessário. Confira algumas atuações:

  • participação em projetos de planejamento estratégico;
  • avaliação de políticas de impacto coletivo para o governo e outras organizações;
  • gestão de programação econômico-financeira;
  • atuação nos mercados tanto interno quanto externo;
  • supervisão de finanças empresariais;
  • análise financeira de investimentos;
  • estudos de mercado e de viabilidade dos pontos de vista econômico e financeiro;
  • pesquisa, consultoria e assessoria econômico-financeira;
  • consultoria em finanças pessoais;
  • produção e análise de dados estatísticos econômicos e financeiros;
  • avaliação patrimonial da situação econômica e financeira das empresas;
  • estudos e análises para a elaboração de orçamentos públicos e privados.

Agora que você já sabe quanto um economista ganha, fica mais fácil se decidir se Economia é a carreira que tem tudo a ver com suas expectativas. O mercado de trabalho é muito amplo, o que resulta em oportunidades incríveis de atuação, de boas remunerações e de alcançar o tão desejado sucesso profissional.

Ainda está em dúvida se essa é o graduação que você quer? Saiba que o teste vocacional pode ajudar a decidir qual curso fazer. Aproveite que está por aqui e entenda mais sobre o assunto!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também