A Fotografia é uma das mais belas artes. Quem é que não gosta de eternizar momentos e guardar ótimas lembranças? Infelizmente, não são todas as pessoas que têm habilidades com as imagens, e é exatamente para isso que existem os fotógrafos — profissionais que conseguem perceber o mundo de forma diferente, transmitindo toda essa sensibilidade para a fotografia. Você sabe se essa profissão é rentável? Quanto ganha um fotógrafo? É sobre isso que vamos conversar neste texto!

Fotografar exige muito mais do que o dom: é um trabalho que demanda muita técnica e aperfeiçoamento. É por isso que os cursos de Fotografia são cada vez mais procurados pelas pessoas que querem se profissionalizar na área.

Quer saber mais sobre o salário desse profissional e sobre a carreira? Continue a leitura e veja também onde estudar Fotografia! Boa leitura!

Quanto ganha um fotógrafo?

A remuneração do profissional é definida pelas associações de fotojornalistas ou pelos sindicatos de fotojornalismo. A média salarial vai sofrer variações de acordo com o estado onde atua o profissional, afinal, essa é uma profissão ainda não regulamentada. No estado de São Paulo, por exemplo, o salário inicial é de R$ 2.500, podendo ser mais alto de acordo com a formação do profissional.

Eligis - teste vocacional e profissional

Quanto ganha um fotógrafo autônomo?

No cargo de fotógrafo autônomo, o profissional começa ganhando um salário no valor de R$ 1.134, podendo chegar a R$ 2.393 ou mais, dependendo da carga horária e do trabalho a ser feito. A média salarial para o fotógrafo autônomo no Brasil é de R$ 1.658.

Quanto ganha um fotógrafo profissional?

Um fotógrafo profissional pode cobrar em torno de R$ 20 mil, mas vale lembrar que tudo depende da soma de muitos fatores envolvidos. Se o profissional deseja ter seu trabalho valorizado, tem que se dedicar a ele e realizá-lo com profissionalismo e total competência.

Não se esqueça que o salário é totalmente proporcional à responsabilidade. As pessoas que contratam um profissional ou uma empresa para fotografar um evento, por exemplo, querem ter aqueles momentos registrados para sempre.

O profissional, portanto, não pode deixar passar momentos relevantes por falta de bateria, problemas no equipamento ou outras situações. Não podem existir imprevistos em alguns tipos de trabalho.

No momento de um ensaio, o profissional precisa se atentar e captar diversas imagens para, em seguida, trabalhar na edição. Se você parar para pensar nesses detalhes, vai notar o quanto o fotógrafo deve ser valorizado.

As áreas de atuação do fotógrafo são muitas: moda, publicidade, jornalismo, viagens, eventos sociais, perícia policial, newborn (crianças) e muitas outras.

A indústria cultural acaba absorvendo uma parte significativa desses profissionais, que precisam cobrir eventos, cultura, grifes e arte. É extremamente vasta a área de atuação. Confira alguns exemplos de quanto ganha o profissional por especialidade.

Fotógrafo de moda

A área de design de moda geralmente remunera muito bem os profissionais, e o que não falta é oferta de trabalho. Os fotógrafos de moda mais renomados chegam a ganhar até R$ 200 mil. Vale ressaltar que os equipamentos são bem caros, ou seja, paga-se bem, mas o custo de manter um material de qualidade também é alto.

Fotógrafo de futebol

Os fotógrafos esportivos contam com um campo de atuação bastante vasto, tanto para contratados quanto para freelancers. Principalmente no futebol, o rendimento é bom, mas menor do que o salário de outras áreas. Não há um valor médio, pois isso varia de acordo com o profissional, com a função que vai exercer, com o uso da imagem etc.

Fotógrafo da natureza

Quem curte animais e a natureza certamente vai trabalhar muito feliz ao fotografar esses elementos, mas é importante destacar que essa atividade exige determinação e paciência: uma espera longa para montar um portfólio valorizado e muito tempo longe de casa.

Normalmente, o fotógrafo da natureza é contratado para trabalhos específicos e acaba licenciando suas imagens para reportagens, capas de revistas etc. Uma capa de livro, por exemplo, paga em torno de R$ 817, e se for jornal ou revista, cerca de R$ 1.402.

fotos quanto ganha um fotografo

Onde estudar Fotografia?

Você tem duas opções para fazer Fotografia: o bacharelado ou o curso técnico. O bacharelado dura 4 anos. A grade curricular vai abordar as técnicas, as linguagens fotográficas e as questões culturais e artísticas, promovendo uma discussão bastante ampla sobre a estética, a importância e o uso da fotografia.

Algumas faculdades que oferecem o bacharelado são:

O curso técnico de Fotografia oferece uma visão geral sobre a profissão, mas é bom destacar que o profissional não estará preparado para uma dedicação full time no mercado. Normalmente o curso técnico é voltado para as pessoas que querem levar a atividade como hobby, enquanto a faculdade costuma formar aqueles que desejam viver de fotografia.

O curso técnico, apesar de não ser muito conhecido, é ofertado por diversas instituições. Veja algumas delas a seguir:

  • Universidade Paulista (UNIP);
  • Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP);
  • Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALE);
  • Universidade de Caxias do Sul (UCS).

Vale destacar que o Senac é uma das instituições de ensino mais conceituadas em cursos de Fotografia. São oferecidas tanto formações em nível técnico quanto em nível superior.

A formação em nível superior acontece no campus de Santo Amaro, enquanto a formação de tecnólogo ocorre em várias unidades localizadas na capital paulista e no interior de São Paulo.

Além disso, muitas faculdades ofertam o curso na modalidade EAD (a distância). A vantagem, nesse caso, é que o aluno otimiza o tempo, além de ser capaz de conciliar os estudos e o trabalho.

Confira algumas instituições que têm autorização do MEC para oferecer o curso de Fotografia a distância:

  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID); 
  • Centro Universitário do Distrito Federal (UDF);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN).

Vale lembrar que o Ministério da Educação (MEC) exige que os cursos de Fotografia tenham pelo menos 1.600 horas, mesmo em nível tecnológico. Quando você for escolher a faculdade, atente-se a esse detalhe. Além disso, a instituição de ensino precisa ter laboratório de informática, biblioteca atualizada e estúdios fotográficos.

Como é a carreira do fotógrafo?

O fotógrafo tem a função de criar imagens fotográficas de pessoas, de objetos, de acontecimentos, de paisagens e demais temas. Para tanto, ele utiliza câmeras fixas, tanto digitais quanto de película, e produz fotografias em preto e branco ou coloridas.

Esse profissional pode optar por um tema de suas imagens ou ainda atender a pedidos de clientes, com objetivos comerciais, artísticos, científicos, industriais, jornalísticos, entre outros. Algumas atividades que o fotógrafo pode exercer são:

  • tirar, retocar e ampliar cópias;
  • retocar e revelar negativos de filmes;
  • criar efeitos gráficos em fotos por processos digitais e reproduzir as imagens sobre papel ou um suporte diferente;
  • dirigir loja de material para fotografia ou estúdio fotográfico.

Vale lembrar que essa é uma profissão ainda não regulamentada no Brasil, mas há sindicatos que buscam garantir os direitos da categoria e determinar tabelas de valores por trabalho. Trata-se de uma carreira bastante competitiva, e é importante deixar claro que só se firmam no mercado os profissionais que têm qualificação e capacidade.

Se você gostou das informações sobre a carreira e o salário do fotógrafo e tem vontade de seguir adiante na profissão, invista na sua formação. Lembre-se de procurar uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC para fazer o seu curso e garantir ótimas oportunidades no mercado de trabalho!

Se você ainda continua com dúvidas sobre qual carreira seguir, aproveite a visita no blog para conhecer as 5 dicas para ajudar na escolha do seu curso!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também