A busca pela melhoria da qualidade de vida a partir de uma alimentação balanceada e saudável é uma tarefa que os nutricionistas realizam diariamente para seus pacientes. Profissão que ultimamente vem sendo bastante requisitada pela população, a Nutrição vem ganhando cada vez mais espaço na vida dos brasileiros que procuram uma reeducação alimentar, mas você já sabe quanto ganha um nutricionista?

Neste contexto, resolvemos preparar um conteúdo abordando os principais pontos acerca dessa área, detalhando a média salarial desses profissionais e destacando principalmente as características da carreira do nutricionista. Boa leitura!

Quanto um nutricionista ganha?

O salário desse profissional varia consideravelmente conforme a trajetória de sua carreira. Veja abaixo os exemplos.

Quanto ganha um nutricionista concursado?

Atualmente, há muitos concursos públicos que buscam alocar nutricionistas em órgãos e instituições do governo, tais como: hospitais, prefeituras, postos de saúde, universidades, Exército e Marinha.

Deste modo, os salários médios mensais desses servidores públicos variam de acordo com o nível do concurso:

  • concurso público federal: R$ 7.000,00;
  • concurso público estadual: R$ 3.500,00;
  • concurso público municipal: R$ 2.000,00.

Quando ganha um nutricionista esportivo?

nutricionista esportivo

Esse ramo da Nutrição também tem muitas oscilações de salários, isso porque um nutricionista que tem mais rede de contatos e que atende atletas de elite (esportistas profissionais, como jogadores de futebol e basquete) certamente recebe bem mais do que outros profissionais da mesma área.

Para termos uma ideia de quanto ganha um nutricionista esportivo, é preciso considerar qual é o perfil de cliente do profissional, como destacado abaixo:

  • nutricionista esportivo: em média R$ 2.600,00 por mês;
  • nutricionista esportivo de atletas renomados: acima de R$ 6.000,00 por mês.

Quanto ganha um nutricionista atuando em uma empresa?

Já para aqueles que optam em trabalhar em uma empresa privada, a média salarial fica em torno de R$ 2.866,80 mensais.

Quanto ganha um nutricionista nos EUA?

Já nos EUA o salário do nutricionista é em torno de:

  • US$ 3.400,00 mensais para início de carreira;
  • US$ 5.000,00 mensais para profissionais mais experientes.

Como é o curso de Nutrição?

Antes de definir para qual curso que você prestará vestibular, é extremamente importante procurar saber o que é estudado nessa graduação. Essa medida é válida pois, dessa forma, os estudantes evitam ingressar em uma área que cobra conhecimentos os quais fogem de seu perfil profissional.

Quais são as áreas mais estudadas?

Um estudante de graduação em Nutrição precisa ter bastante afinidade com Química e Biologia, já que praticamente todas as disciplinas da grade curricular desse curso exigem esses conhecimentos até o último período.

É importante falar ainda que a Matemática também está presente ao longo da formação/vida profissional de um nutricionista, contudo, não são cobrados cálculos avançados, já que o uso dessa matéria nesse curso se relaciona basicamente com os cálculos estequiométricos em uma reação química.

Qual é a grade curricular de Nutrição?

Confira abaixo em quais disciplinas um estudante de Nutrição precisa ser aprovado para se formar:

  • Anatomia Humana;
  • Fisiologia Humana;
  • Bioquímica;
  • Nutrição e Dietética;
  • Composição dos Alimentos;
  • Saúde Pública;
  • Psicologia da Nutrição;
  • Técnica Dietética;
  • Gastronomia;
  • Bromatologia;
  • Análise Sensorial dos Alimentos;
  • Farmacologia;
  • Imunologia;
  • Nutrição nos Ciclos da Vida;
  • Nutrição Esportiva;
  • Nutrição Funcional;
  • Alimentação Coletiva;
  • Planejamento de Cardápio;
  • Nutrição e Meio Ambiente;
  • Patologias;
  • Dietoterapia;
  • Ética e Nutrição;
  • Alimentação e Cultura;
  • Química;
  • Microbiologia;
  • Genética;
  • Gestão de Unidades de Refeição.
Eligis - teste vocacional e profissional

Onde estudar Nutrição?

Existem diversas universidades públicas e privadas espalhadas pelo Brasil que oferecem essa graduação. Confira abaixo algumas delas:

  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Universidade Federal de Brasília (UnB);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas);
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF);
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);
  • Universidade Federal de Goiás (UFG);
  • Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP);
  • Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG);
  • Universidade Vila Velha (UVV);
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO);
  • Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA).

A carreira do nutricionista

Como destacamos acima, são várias as possibilidades de carreira do nutricionista, podendo ele optar pelo mercado de trabalho privado, participar de um concurso público ou ainda abrir o próprio negócio.

Mercado privado

Para essa trajetória de carreira o nutricionista pode atuar em clínicas, hospitais e centros de saúde privados, ou seja, o profissional será um colaborador em uma empresa voltada para área da saúde.

Próprio negócio

Uma outra opção de carreira é abrir o seu próprio negócio, comprando/alugando salas para o atendimento de pacientes. Contudo, tal escolha exige um bom perfil empreendedor, até porque todo o projeto (desde a infraestrutura do espaço até o marketing para a captação de clientes) ficará por conta do nutricionista.

Concurso público

Essa sem dúvida é a trajetória mais visada entre os nutricionistas, até porque anualmente são vários os concursos realizados no Brasil para o preenchimento de vagas em postos de saúde, hospitais e centros de saúde públicos.

Além disso, também há os concursos da área acadêmica, possibilitando assim o profissional a traçar uma carreira de educador.

Carreira acadêmica

Outro ponto que merece ser pautado é a possibilidade que um nutricionista tem de seguir carreira acadêmica, seja ela dando aula em universidades, seja lecionando em instituições de ensino voltadas para a profissionalização técnica.

Cabe ressaltar que, ao optar pela carreira acadêmica em uma universidade pública (seja ela federal, seja estadual), é extremamente importante que o nutricionista continue seus estudos após a graduação, ingressando assim em um mestrado e/ou doutorado.

Portanto, para aqueles estudantes que não sabiam quanto ganha um nutricionista e, ainda, estavam em dúvidas quanto às possibilidades de carreira, a leitura deste post pode ter sido bastante produtiva.

Vale lembrar ainda que todos os valores de salários citados acima representam uma média da remuneração, já que existem outros fatores que influenciam o salário desses profissionais (experiência, especializações etc.).

Gostou de aprender sobre a carreira de Nutrição, mas ainda continua na dúvida sobre qual curso fazer? Então veja 5 dicas para ajudar na escolha do seu curso!

Você pode gostar também