Responsáveis pelo tratamento de pessoas que sofrem de doenças mentais, distúrbios emocionais ou de personalidade, os psicólogos atuam em vários setores da sociedade, auxiliando na busca pelo autoconhecimento e melhora no bem-estar, sempre com foco na qualidade de vida. Se você tem interesse em cursar essa área, saiba que é possível conseguir bolsas de estudo para Psicologia.

Quer saber como? Então continue lendo este post, descubra um pouco mais sobre essa profissão tão importante e veja as oportunidades existentes.

Bolsas de estudo para Psicologia: como conseguir?

Se você gostaria de estudar Psicologia, mas o orçamento está muito apertado, não se apavore. Há várias possibilidades para conseguir uma bolsa de estudos e realizar o seu sonho.

A primeira delas e a mais procurada é o Programa Universidade para Todos (Prouni). Você pode conseguir até mesmo 100% de desconto no pagamento das mensalidades.

Para isso, alguns critérios devem ser atendidos, tais como:

  • ter estudado em escola pública ou instituição de ensino particular com bolsa;
  • comprovar uma renda familiar de até três salários mínimos para bolsa parcial;
  • obter boa avaliação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com pontuação acima de 450;
  • não zerar a redação;
  • não ter diploma de curso superior em outros cursos.

Além do Prouni, você pode conseguir descontos atrativos em sites especializados que tenham convênios com inúmeras instituições de ensino no Brasil.

Realizar o cadastro nessas páginas antes de efetuar a matrícula pode render ao estudante até 70% de descontos tanto na matrícula quanto nas mensalidades.

As bolsas-empresa também existem. Muitas companhias firmam convênios com as faculdades para ajudar na capacitação e retenção de talentos na organização.

E não podemos deixar de citar as bolsas de iniciação científica. Trata-se de uma oportunidade de estágio monitorado na própria universidade, sendo uma forma de aumentar as chances de um emprego ou proporcionar um crescimento no meio acadêmico.

Entre os cursos de pós-graduação, podemos citar o mestrado e o doutorado. Dessa forma, o estudante consegue dar um upgrade no currículo, aumentando suas chances de contratação e, consequentemente, de ganhos financeiros mais elevados.

estudante concentrada lendo livros: bolsa de estudo psicologia

Sobre o curso de Psicologia

O curso de Psicologia é uma graduação de cinco anos que mescla ensinamentos teóricos e práticos. Há duas modalidades de habilitação, o bacharelado e a licenciatura. Veja a diferença entre elas abaixo.

Bacharelado

Sendo o tipo mais comum, o bacharelado forma profissionais aptos a atuarem em clínicas, hospitais, pesquisas, asilos etc. É a habilitação mais comum e com um leque maior de atuações.

Licenciatura

É possível ainda fazer a licenciatura, uma graduação mais rara e voltada exclusivamente ao ensino.

Nessa habilitação, os formados podem trabalhar no Ensino Fundamental, Médio e Profissionalizante, além de instituições educacionais públicas ou privadas.

O curso

Ao longo dafaculdade de Psicologia— que não é reconhecida pelo MEC na modalidade EAD —, o estudante terá aulas integrais em disciplinas que exigem muita concentração, senso crítico e subjetividade no entendimento.

A formação a distância não é reconhecida pelo fato de essa faculdade exigir, em muitos casos, observações detalhadas do comportamento humano tão quanto a participação dos alunos em atividades presenciais, como terapia em grupo.

No entanto, já existem estudos para viabilizar a oferta do curso na modalidade semipresencial.

Ao longo da faculdade, o aluno se qualifica para realizar terapias comportamentais, avaliando os sentimentos e gatilhos mentais dos pacientes.

Assim, é possível destinar um tratamento que auxilie na busca pelo entendimento dos problemas, reavendo e modificando comportamentos inadequados.

Grade curricular de Psicologia

O começo da faculdade é marcado por ensinamentos sobre conceitos humanísticos e epistemológicos, além de aspectos históricos e filosóficos. Veja algumas disciplinas obrigatórias.

  • Psicologia da Percepção;
  • Teorias e Sistemas Psicológica;
  • Filosofia;
  • Desenvolvimento da Infância e Adolescência;
  • Fundamentos de Neuroanatomia;
  • Fundamentos da Psicologia da Saúde;
  • Psicofisiologia;
  • Psicologia da Aprendizagem e Memória;
  • Psicologia da Motivação e Emoção;
  • Psicologia da Personalidade;
  • Técnicas de Exame Psicológico;
  • Desenvolvimento da Idade Adulta e Terceira Idade;
  • Fundamentos das Ciências Sociais;
  • Organização e Políticas Públicas;
  • Análise Experimental do Comportamento;
  • Ética na Saúde;
  • Métodos de Observação em Psicologia;
  • Orientação Vocacional;
  • Processos Grupais;
  • Psicologia da Pessoa com Necessidades Especiais;
  • Psicologia do Pensamento e da Linguagem;
  • Psicologia Social;
  • Psicopatologia;
  • Psicodiagnóstico;
  • Psicologia Comunitária;
  • Psicologia Escolar;
  • Psicologia Jurídica.

Áreas de atuação de Psicologia

A Psicologia é uma profissão ampla no que diz respeito às escolhas de atuação, pois a rotina não fica limitada aos consultórios.

Entre os setores, podemos citar o Recursos Humanos das empresas — nos processos seletivos de novos colaboradores ou para ministrar consultorias referentes à melhoria do ambiente corporativo.

É possível trabalhar em escolas, ajudando os alunos em testes vocacionais ou na solução de conflitos que atingem os adolescentes ou até mesmo compulsões, como por celular ou redes sociais.

Outras áreas que recebem muitos adeptos são a Psicopedagogia, a Psicologia Clínica voltada para a orientação de casais, a Psicologia do Trânsito e também a Psicologia Esportiva.

Mas as opções não param por aí. Quem se forma na área pode trabalhar na análise de pacientes com distúrbios nos tribunais de júri, a conhecida Psicologia Forense. E vai além, pois existem 13 especialidades no Brasil. Veja algumas delas.

  • Psicologia do Trabalho;
  • Psicologia Clínica;
  • Psicomotricidade;
  • Psicologia Social;
  • Psicologia em Saúde;
  • Avaliação Psicológica;
  • Psicologia Hospitalar.

Perfil profissional

No dia a dia, o psicólogo avalia o desenvolvimento emocional dos pacientes por meio de terapias individuais ou em grupo. Aplica ainda vários tipos de testes, podendo diagnosticar possíveis distúrbios por meio da investigação dos fatores inconscientes.

Portanto, no teste vocacional para Psicologia, o estudante precisa apresentar um perfil de quem gosta muito de ler, ter bastante senso crítico e gostar de pessoas.

Trata-se de uma profissão que une ensinamentos das áreas de Humanas e Biológicas, ou seja, o perfil é de pessoas analíticas, que sejam bem comunicativas e com pensamento aberto.

Além disso, os profissionais de Psicologia têm ligações com os valores humanos e sociais.

Faculdade de Psicologia: onde estudar?

Há inúmeras faculdades de Psicologia espalhadas por todos os estados brasileiros, mas existem algumas de renome. Veja quais são:

  • Universidade de São Paulo (USP);
  • Universidade Federal de Viçosa;
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro;
  • Centro Educacional Anhanguera;
  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo;
  • Universidade de Brasília;
  • Universidade Estadual Paulista;
  • Universidade Federal Fluminense;
  • Unisal;
  • Universidade de Taubaté (Unitau);
  • Unopar;
  • FMU;
  • Universidade Federal de Juiz de Fora;
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Portanto, ao buscar bolsas de estudo para Psicologia, certamente você estará encontrando uma alternativa para fazer acontecer o sonho de seguir essa carreira, conquistando o espaço que tanto almeja para obter o sucesso profissional.

Se você chegou até aqui mas ainda não decidiu se a profissão dos seus sonhos é Psicologia, faça agora mesmo o nosso teste vocacional!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também