Se você sonha em ser repórter, apresentador de TV, radialista, cronista ou quem sabe produtor em grandes jornais, certamente, já sabe que o caminho é o mesmo para todas essas profissões: ele começa com a faculdade de Jornalismo.

Afinal, é nela que você desenvolve as técnicas necessárias para atuar no ramo, aperfeiçoar o seu domínio da língua escrita e falada, se familiariza com os bastidores dos meios de comunicação e se aprofunda sobre questões comunitárias e socioculturais que estão no seio da nossa sociedade.

Porém, será que você sabe tudo do funcionamento dessa formação? Não!? Então, já sabe: acompanhe nosso post para ficar por dentro do que o aguarda enquanto universitário!

Como é a faculdade de Jornalismo?

A faculdade de Jornalismo é uma formação que prepara os alunos para entender os processos que formam a comunicação, em especial as particularidades da transmissão de notícias e a produção de matérias nos mais diferentes segmentos da sociedade (político, econômico, esportivo, de entretenimento etc.).

É um curso que está constantemente levando os alunos a testarem, desenvolverem e ampliarem o saber crítico sobre o poder da informação nos tempos modernos.

Afinal, em uma época marcada pela difusão das redes sociais e das fake news que circulam o mundo virtual, o papel do jornalista — com todo o trabalho de checagem de dados, conferência de fontes e divulgação em veículos de imprensa — se torna ainda mais crucial.

O que se estuda no curso?

Embora cada instituição de ensino tenha liberdade para formular a grade curricular do curso de Jornalismo conforme o projeto pedagógico que adotam, há matérias que costumam ser figurinhas carimbadas nessa formação. A seguir, você confere algumas:

  • Comunicação Digital: que explora os recursos virtuais disponíveis para a divulgação e a troca de informações e as estratégias para utilizar diferentes plataformas para contato com o público;
  • Teorias da Comunicação: apresenta as principais correntes teóricas sobre as narrativas jornalísticas na nossa realidade, a relação entre tecnologia e comunicação e os conceitos de comunicação de massa e de nicho, propaganda e formação de opinião pública;
  • Fotojornalismo: que auxilia no desenvolvimento de técnicas para a captura de imagens e vídeos que serão utilizados para complementar matérias impressas e audiovisuais;
  • Ética na Comunicação: discute sobre os princípios morais e a responsabilidade ética do jornalista na transmissão de informação, no uso de dados públicos e privados, na relação com a imprensa e nos limites legais de apuração de fatos sob sigilo jurídico;
  • Rádio e Jornalismo: trata das atividades desempenhadas pelo jornalista no rádio que é um dos meios de comunicação mais antigos (e também mais consolidados) entre os brasileiros, discutindo, entre outros pontos, sobre a narração e a apresentação de notícias sem o recurso da imagem.

Quanto tempo dura a faculdade de Jornalismo?

Diversas pessoas questionam sobre quanto tempo dura a faculdade de Jornalismo. Pois saiba que ela tem a duração total de oito semestres. O tempo é o mesmo independentemente da modalidade das aulas, ok? (presenciais, a distância ou híbridas)

A única possibilidade de concluir essa formação em menos tempo é por meio do aproveitamento de disciplinas. Para isso, é preciso que você já tenha feito alguma graduação, assim, há como ingressar na instituição de ensino como portador de diploma.

A partir daí, no momento da matrícula, é feito uma comparação entre as grades curriculares da sua primeira formação e a de Jornalismo para identificar quais matérias constam em ambas ou apresentam ementas parecidas. Ou seja, você é dispensado de fazê-las novamente e, uma vez com mais horários livres, você pode adiantar as disciplinas de outros semestres.

repórter em frente a câmera: faculdade de jornalismo

Quanto custa uma faculdade de Jornalismo?

É normal ter dúvidas sobre quanto custa uma faculdade de Jornalismo já que as particulares estão em maior número. Prova disso é que o relatório de 2019 do Ministério da Educação (MEC) informou que existem 220 instituições na rede privada, enquanto apenas 59 instituições são da rede pública.

Além disso, as faculdades particulares são as responsáveis pela maior parcela das vagas disponíveis nesse curso. O mesmo documento do MEC apontou que elas ofertaram 86.618 vagas em 2019. Já as públicas ficaram com um número bem mais modesto, cerca de 4.387.

Entretanto, não há como definir um único valor para as mensalidades da graduação em Jornalismo. Isso vai depender diretamente dos custos internos que cada instituição tem para fornecer e manter os cursos que estão em seu catálogo.

Portanto, a dica é fazer um levantamento das faculdades na sua região e o valor que cada uma cobra. A partir daí, você pode conferir quais oferecem bolsas para os alunos e/ou aceitam opções de financiamento ou crédito estudantil — e qual o abatimento final em cada alternativa, se parcial ou total.

Melhores faculdades de Jornalismo: onde estudar?

Como já mostramos, lugar não falta! Afinal de contas, o curso de Jornalismo é bem tradicional e ofertado em dezenas de instituições do país. Inclusive, é importante mencionar que em algumas universidades é possível encontrá-lo com outras nomenclaturas.

Por exemplo, Comunicação Social – habilitação em Jornalismo ou apenas Comunicação Social (em que há habilitação múltipla em diferentes campos de atuação para além do Jornalismo, como Publicidade e Propaganda, Rádio e Televisão, Audiovisual etc.). Portanto, não se surpreenda caso deparar com esses nomes, combinado?

Dito isso, saiba que há locais, como a Faculdade Anhanguera e a Faculdade Unime, onde você pode fazer essa graduação e ainda contar com vantagens especiais enquanto aluno.

Afinal, além de ofertarem cursos livros e centro de idiomas para dar aquele gás no seu currículo, ambas trabalham com uma metodologia de ensino ativa. Ou seja, elas promovem desde o início seu engajamento com atividades acadêmicas que vão ajudá-lo a desenvolver diferentes competências profissionais.

Ao longo do post, você viu como a faculdade de Jornalismo é uma formação que não somente prepara para ser um comunicador, mas também um profissional ético, responsável e comprometido com a veracidade dos fatos. Afinal, informação é a chave para o conhecimento e a evolução da sociedade.

Curtiu o post? Então, aproveite para fazer novas leituras e descobrir quanto ganha um jornalista ao longo da carreira!

Você pode gostar também