Se antes da pandemia o home office como modelo de trabalho já estava ganhando um grande espaço, depois da necessidade das medidas de isolamento social isso começou a acontecer ainda mais.

Os dispositivos tecnológicos e a internet são peças fundamentais nesse contexto. Assim, muitos tipos de tarefas podem ser realizados a distância, e os profissionais conseguem trabalhar diretamente do conforto dos seus próprios lares ou de qualquer outro lugar — desde que estejam conectados.

E você, o que sabe sobre isso? Preparamos um post cheio de informações para quem se interessa pelo assunto! Não deixe de conferir.

O que é home office?

Apesar de a expressão com origem na língua inglesa já ter se popularizado bastante, vamos esclarecer que a tradução de home office nada mais é do que “escritório em casa“.

Ou seja, é a oportunidade de trabalhar em casa e não precisar estar presencialmente no escritório todos os dias. Alguns profissionais seguem esse formato continuamente e outros alternam as visitas presenciais com o home office.

Tudo isso aconteceu graças ao avanço da tecnologia e também pela facilidade de acesso à internet. Hoje, a maioria das pessoas tem esse recurso disponível em casa, o que faz com que elas não tenham que se locomover para o trabalho como há algum tempo não era possível.

Contudo, é claro que precisa haver um combinado para que isso aconteça, já que as relações devem ser definidas com clareza. Por outro lado, nem todos os cargos conseguem colocar a ideia em prática.

Uma questão muito discutida nesse sentido é a produtividade. Há quem acredite que estar no ambiente formal de trabalho facilita a concentração e o desempenho das funções profissionais.

Só que essa tese é desmistificada pelas pessoas que têm uma ótima performance trabalhando em home office. Com certeza, a dedicação e o comprometimento individuais são fatores que fazem toda a diferença.

o que é home office

Benefícios do home office

Será que existem bons motivos para trabalhar em casa? A resposta é positiva, e se você nunca passou por essa experiência, vamos listar aqui as principais razões para acreditar nisso.

Praticidade

Não ter que ir para o local de trabalho todos os dias é uma enorme praticidade na rotina. Basta ligar o computador ou preparar alguns materiais para começar as atividades em poucos minutos, evitando a parte de se arrumar para sair, enfrentar trânsito etc.

Quem não precisa se comunicar por videochamadas pode até usar roupas mais confortáveis e ficar à vontade na hora de trabalhar. É muito mais cômodo ficar em casa, sem contar que dá para fazer isso de qualquer outro lugar que tenha acesso à internet — como a casa de um amigo, parente ou durante uma viagem.

Economia

O home office também pode resultar em economia financeira (não só de tempo) para os trabalhadores. Especialmente os gastos com transporte e alimentação devem ser considerados nessa conta.

Mesmo quando a empresa ajuda com esse tipo de despesa, não deixa de representar uma economia para as organizações. Aliás, muitas delas estão reduzindo seus espaços físicos e incentivando o trabalho em casa, até mesmo contribuindo financeiramente para isso.

Qualidade de vida

Otimizar tempo e dinheiro são dois fatores que certamente influenciam na qualidade de vida das pessoas. Imagine o estresse de quem precisa lidar com o trânsito diariamente ou de quem acaba não conseguindo ficar com a família por causa da correria da rotina.

O home office permite que várias tarefas sejam conciliadas, inclusive facilitando situações como preparar suas próprias refeições nos intervalos, fazer companhia para um familiar ou encontrar uma brecha para praticar atividade física.

A verdade é que as vantagens do home office estão relacionadas ao bem-estar de cada profissional que passa a ter uma vida mais flexível, o que não significa que a dedicação no trabalho seja menor.

Empregos home office

É verdade que nem todas as atividades podem ser feitas nesse modelo, inviabilizando que alguns empregos sejam oferecidos na modalidade de home office. Um vendedor de loja precisa abrir as portas do comércio, assim como um dentista não pode deixar de ir para o consultório realizar seus atendimentos.

No entanto, milhares de funções já foram adaptadas para o home office e outros tipos de emprego continuam passando por esse processo de transformação. É possível ter um trabalho formal, abrir seu próprio negócio, encontrar uma ocupação temporária e até ser voluntário por meio desse modelo a distância.

Se você realmente se interessa por essa proposta, vale pesquisar na internet para conferir a variedade de empregos home office disponíveis em diversas áreas do mercado de trabalho. Ou, quem sabe, seguir seu caminho como autônomo para não correr o risco de perder esse privilégio.

Dicas de como trabalhar em casa

Para finalizar, separamos algumas dicas que contribuem para que o home office funcione bem. Afinal, de nada adianta ter esse benefício e não ser produtivo o suficiente, não é mesmo? É importante ter cuidado para não colocar o seu trabalho em risco! Portanto, aproveite as sugestões a seguir.

Tenha uma boa estrutura

Trabalhar em casa não é colocar o notebook no colo e ficar o tempo todo deitado na cama ou no sofá. Ter uma infraestrutura adequada é essencial para a sua produtividade, independentemente do que você faça.

Antes de mais nada, tenha um ambiente com tudo o que precisa. Alguns detalhes que não podem passar despercebidos são:

  • uma conexão de internet de boa qualidade;
  • equipamentos eletrônicos em pleno funcionamento;
  • uma cadeira confortável.

Mantenha o espaço organizado

Evite misturar a vida pessoal com o trabalho, ainda que, no fundo, a realidade seja a fusão dessas duas coisas. É a mesma história de não confundir a cama com o escritório.

Se puder, tenha um ambiente ou pelo menos um espaço específico para trabalhar, que seja organizado, bem iluminado e arejado. Acredite, isso faz a diferença!

Afaste as distrações

Um dos maiores desafios do trabalho home office é não se distrair. Quando estamos em um ambiente de trabalho com outras pessoas, a tendência é ser “forçado” a ficar mais atento e focado nas obrigações.

Sem qualquer tipo de supervisão e estando em casa, isso pode ficar mais difícil. Então, é bom tentar afastar todas as distrações para não se prejudicar. Desligue os aparelhos eletrônicos e priorize a tranquilidade da sua mente.

Estabeleça uma rotina

Outro desafio comum é manter a rotina estando fora do escritório. Os horários tendem a ser mais flexíveis e o autogerenciamento se torna uma habilidade fundamental.

A melhor dica é criar um cronograma de tarefas e organizar a sua agenda diária. Descreva os compromissos e objetivos, fazendo o possível para seguir uma dinâmica que seja boa tanto para o seu desempenho profissional quanto para a sua saúde. Evite deixar as coisas “soltas” demais.

Seguindo essas sugestões, é bem provável que você consiga ter bons resultados com o home office e na sua carreira profissional. Você vai ver que com muita determinação é possível seguir uma rotina flexível sem perder a produtividade!

Gostou do post? Acompanhe todos os conteúdos sobre carreira aqui no blog Orientu e aproveite para fazer o nosso teste vocacional se ainda tem dúvidas sobre os seus próximos passos.

Eligis - teste vocacional e profissional
Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também