A predominância e influência das imagens e a necessidade cada vez maior de diferentes formas de expressão artística favorecem muito o exercício da profissão do artista plástico. Bom, as Artes Plásticas pertencem à grande área de conhecimento de Linguística, Letras e Artes e são produzidas a partir da manipulação de alguns materiais, utilizando variadas técnicas, com o objetivo estético e não totalmente utilitário.

Um dos pilares principais que regem a atuação do artista plástico é representar o mundo imaginário e/ou real por meio de elementos táteis e visuais, formas e cores. Sabe quais são as primeiras manifestações das Artes Plásticas? As pinturas rupestres feitas por civilizações antigas em cavernas.

Hoje em dia, o artista plástico trabalha com materiais no computador, não apenas com argila, tinta etc. Quer entender melhor o que faz esse profissional e como se tornar um? Acompanhe o texto e confira tudo. Boa leitura!

O que faz um artista plástico?

Esse profissional utiliza elementos visuais, como esculturas, gravuras, pinturas e desenhos, além de aproveitar vários materiais, como gesso, tinta e papel, para fazer seu trabalho.

Ele pode atuar como organizador de exposições em galerias e museus, escultor, ilustrador de publicações, professor e também como multimídia, criando desenhos animados ou vinhetas, por exemplo.

A rotina do profissional que trabalha com as Artes Plásticas muda constantemente. Por essa razão, é fundamental que ele esteja sempre preparado para possíveis altos e baixos na vida financeira ao longo da sua carreira.

Mas, o grande benefício da área visual é que há uma grande busca pelos profissionais em vários setores do mercado, o que aumenta significativamente a demanda pelo trabalho desse artista.

Qual o perfil do artista plástico?

Bom, esse profissional tem que ser bastante curioso, uma vez que isso aguçará sua vontade de aprender cada vez mais, de estar se atualizando com o universo das artes e de ver como os artistas estão se expressando ao longo do tempo a fim de aprimorar o seu trabalho.

Além disso, é ideal que a pessoa seja amante das artes, que esteja bem atenta às formas contemporâneas de expressão e, claro, que goste do que faz. Há, ainda, outras características que o artista plástico precisa ter: ser criativo, autêntico, observador, sensível, disciplinado e estar sempre disposto a aceitar críticas e sugestões.

E, obviamente, esse profissional precisa conhecer as técnicas e o manuseio dos materiais que cada área de conhecimento demanda. Apesar de existirem artistas que são autodidatas, ou seja, que conseguiram aprender seus ofícios sozinhos, hoje em dia existem cursos de graduação e de especialização para quem quer ser um artista plástico ou um docente de arte.

Como se tornar um artista plástico?

Para se tornar um artista plástico, é preciso fazer um curso de Artes Plásticas, que é ofertado em duas modalidades: licenciatura e bacharelado.

Ambos formam o estudante para atuar como artista, sendo que a única diferença é que a modalidade de licenciatura também deixa o aluno apto para lecionar. As graduações podem ser realizadas de forma presencial ou a distância (EaD).

Veja, abaixo, algumas das instituições de ensino superior reconhecidas pelo MEC (Ministério da Educação) que ofertam os cursos de Artes Plásticas.

homem com as mãos sujar de tinta em namastê: artista plastico

Universidades Públicas

  • Universidade Federal da Bahia (UFBA);
  • Universidade de Brasília (UNB);
  • Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Fundação Universidade Federal do Rio Grande (FURG);
  • Centro Universitário UNIBTA.

Universidades Particulares

  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR);
  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA);
  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID);
  • Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL);
  • Universidade de Franca (UNIFRAN);
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA).

Curso de Artes Plásticas

O curso de graduação em Artes Plásticas normalmente tem duração média de 4 anos. Cada faculdade tem a sua especificação, isto é, estipula qual é a especialização que vai aparecer no diploma do aluno. Por essa razão, o mais indicado é analisar a grade curricular antes de fazer a matrícula no curso.

A grade curricular desse curso é bastante diversificada, mas apresenta uma forte carga de matérias que são voltadas para as humanidades, como Sociologia, Filosofia, História da arte, Comunicação, Estética, entre outras. Há disciplinas teóricas e também práticas, com oficinas e aprendizagem de técnicas.

No curso, você encontra matérias teóricas, tais como:

  • Desenho artístico;
  • História da arte;
  • Gravura;
  • Escultura;
  • Cultura popular;
  • Cerâmica;
  • Serigrafia;
  • Performance artística;
  • Preservação e restauro.

No caso da modalidade em licenciatura, o curso contempla matérias didático-pedagógicas também, que têm o objetivo de preparar o aluno para lecionar. Veja algumas:

  • Ensino de artes;
  • Filosofia da educação;
  • Psicologia da educação.

Além dessas disciplinas, para pegar o diploma, é preciso cumprir o estágio supervisionado e fazer o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). Lembrando que, dependendo da instituição, essas regras podem mudar.

Quanto ganha um artista plástico?

Na hora de decidir qual curso escolher, é importante pensar também no salário que você terá após formado, afinal, o ganho é uma parte fundamental na vida. Então, qual será o salário de um profissional das Artes Plásticas?

A faixa salarial desse profissional fica entre R$ 1.900 e R$ 6.151. A média salarial é de R$ 2.390. Quanto ao salário do professor de Artes Plásticas, o valor gira em torno de R$ 1.759, variando de R$ 1.200 até R$ 2.500.

É importante ressaltar que a maioria dos concursos públicos realizados para a contratação desse profissional oferta vagas interessantes para atuar em escolas e universidades. Os salários variam muito, com valores de R$ 1.700 a R$ 14.000. Confira alguns exemplos de concursos recentes:

  • Prefeitura de Tramandaí – Rio Grande do Sul: salário de R$ 1.705;
  • Escola de Música e Belas Artes do Paraná: salário de R$ 3.616 (para professores com Mestrado) a R$ 5.485 (para professores com Doutorado);
  • Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP): salário de R$ 4.421 a R$ 14.938;
  • Fundação Nacional de Artes (Funarte): salário de R$ 4.247.

Lembrando que é bem comum que, no começo da carreira do artista plástico, ele faça participações menores até que seu nome e trabalho ganhem valorização no mercado. Então, assim que for obtendo reconhecimento, o valor do ganho vai aumentando.

Mercado de trabalho

O artista plástico pode trabalhar em museus e galerias de arte, restauração, organização e mediação de exposição, agências de marketing e propaganda, cursos de arte, além da produção e vendas das suas obras. O profissional que faz a licenciatura, além de todas essas opções de atuação, também pode trabalhar em escolas de ensino básico e superior.

Bom, é importante ter em mente que esse é um mercado bastante concorrido, que tem como grande aliado o poder público.

A obrigatoriedade do ensino de Artes nas escolas públicas do Brasil e as leis de incentivo à cultura, que garantem a isenção de impostos para as empresas que investem em cultura e arte, contribuíram muito para a melhoria do mercado para esse profissional.

É por isso que a graduação em Artes Plásticas é um diferencial hoje. Afinal de contas, o diploma permite que o artista atue em vários segmentos e, claro, facilita sua entrada no setor que mais contrata artistas plásticos, que é o da educação.

É importante destacar que há ainda muita crença de que esse artista tem que ter talento ou dom para conseguir se desenvolver na profissão. Mas isso não é real. As técnicas que envolvem o trabalho do artista plástico exigem muita dedicação e trabalho.

Então, o profissional tem que estar sempre atento às novas transformações e aos rumos que a arte vai tomando. Um bom exemplo que podemos citar é Pablo Picasso, que mantinha uma rotina de trabalho cheia de disciplina em seu ateliê. Para o artista plástico, a inspiração existe sim, mas tem que encontrar o profissional trabalhando.

Portanto, para seguir essa carreira, é preciso ter isso em mente: o segredo do sucesso é a dedicação e muito trabalho.

Gostou do texto? Ainda não tem certeza de que a profissão de Artista Plástico é a ideal para você? Tira sua dúvida agora! É só fazer o nosso teste vocacional para se decidir!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também