A quiropraxia é a profissão cuja atuação se dá especificamente pelo realinhamento dos ossos da coluna. O profissional que realiza esse tratamento é chamado de quiroprata, ou quiropraxista.

O trabalho realizado pelo quiroprata tem como objetivo principal fazer com que o fluxo de energia do corpo humano flua com 100% da sua capacidade entre os sistemas nervoso central e periférico.

Siga acompanhando o post e saiba mais sobre uma das profissões mais interessantes da área da saúde.

O que é quiropraxia?

O quiroprata atua com a quiropraxia, uma profissão da área da saúde com foco na análise, no diagnóstico e no tratamento de alterações na coluna vertebral e nas articulações adjacentes.

Na quiropraxia, o paciente conquista o alívio da dor nesse local e promove melhorias no funcionamento do seu corpo, sem a necessidade de tomar medicamentos ou realizar cirurgias.

O que faz um quiroprata?

Na primeira consulta, o quiroprata avalia o paciente, ouvindo as suas principais queixas e fazendo perguntas pertinentes ao trabalho que será desempenhado.

Depois, é realizado um exame corporal. Nessa etapa, o quiroprata observa os movimentos do ponto de vista neurológico e ortopédico, confirmando se o paciente está apto para iniciar a terapia.

Em alguns casos, essa etapa pode exigir exames de imagem — como raio-x, ressonância e tomografia — para ter acesso a mais detalhes sobre a coluna do paciente.

Após completar a análise, o quiroprata começa o tratamento. Em geral, as técnicas aplicadas envolvem movimentos rápidos, uso da força e precisão, movimentando as articulações.

Nesse movimento de liberação, o paciente pode ouvir estalos, mas o procedimento é seguro e não deve gerar dor.

O tempo de cada sessão varia entre 20 e 50 minutos, com encontros de uma a duas vezes por semana. A duração e frequência semanal são estabelecidas de acordo com a condição do paciente.

A quiropraxia serve para tratar muitos problemas, que se destacam:

  • alterações posturais;
  • artrose;
  • bicos de papagaio;
  • contraturas;
  • dor no nervo ciático;
  • dores lombares;
  • hérnias de disco;
  • tensões musculares.
o que faz um quiroprata

Benefícios da quiropraxia

Para a saúde, os benefícios da quiropraxia são muitos. Destacamos como os principais:

  • alívio de dores;
  • mais qualidade de vida;
  • melhora da saúde mental — cuidar do corpo promove benefícios para a mente;
  • melhorias na postura;
  • redução de problemas nas articulações.
  • resultados rápidos — o paciente sente alívio logo após as primeiras sessões;
  • tratamentos não invasivos e seguros — a principal ferramenta do quiropraxista são as mãos.

Para o quiroprata, abraçar a quiropraxia é escolher uma profissão com amplo campo de atuação, já que há muitas possibilidades de públicos-alvo para se trabalhar:

  • adolescentes;
  • adultos;
  • atletas — para prevenção e tratamento de lesões;
  • crianças;
  • gestantes;
  • idosos;
  • lesionados — pessoas que, por algum motivo, passaram por lesões musculares, ósseas ou articulares.

Como se tornar um quiroprata?

Para levar os benefícios da quiropraxia aos pacientes, é preciso procurar a graduação em Quiropraxia, em nível tecnólogo ou bacharelado.

Após formado, o quiropraxista pode investir no trabalho individual e autônomo, ou compor uma equipe multidisciplinar com outros profissionais da saúde, como fisioterapeutas e ortopedistas.

O atendimento pode ser realizado em:

Quanto ganha um quiroprata?

O salário de um quiroprata pode variar de acordo com o volume de atendimentos realizados por mês, caso atue de maneira autônoma.

Alguns registros encontrados na internet, com base nas vagas de emprego para técnico em quiropraxia, sugerem uma média salarial de R$ 2.008,58, mas pode ultrapassar os R$ 4.000,00.

Existe faculdade de Quiropraxia?

Existem alguns cursos de Quiropraxia autorizados pelo Ministério da Educação. Aliando teoria e prática, as grades são construídas para formar profissões com capacidade técnica para se tornar quiropratas, realizando atendimento humanizado e despertando o espírito empreendedor para que atuem no próprio negócio.

Na hora de escolher o curso, é importante verificar se, além da autorização do MEC, também segue os padrões internacionais para Educação e Segurança em Quiropraxia, uma iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) em conformidade com o Conselho Internacional de Educação em Quiropraxia.

Veja o que o aluno estuda quando opta pelo bacharelado e tecnólogo em Quiropraxia.

Grade do bacharelado em Quiropraxia

  • Abordagem quiroprática;
  • Anatomia da coluna vertebral;
  • Anatomia humana;
  • Atenção à saúde da criança;
  • Atenção à saúde da mulher;
  • Atenção à saúde do idoso;
  • Atenção à saúde do trabalhador;
  • Atendimento pré-hospitalar;
  • Avaliação musculoesquelética;
  • Bioestatística;
  • Biofísica;
  • Biologia celular;
  • Biomecânica;
  • Bioquímica;
  • Cinesiologia humana;
  • Embriologia e histologia;
  • Epidemiologia;
  • Ética;
  • Exames laboratoriais;
  • Farmacologia;
  • Fisiologia;
  • Fundamentos da realidade brasileira e cidadania;
  • Gestão e empreendedorismo em saúde;
  • Imaginologia;
  • Introdução à prática clínica;
  • Metodologia científica;
  • Microbiologia, imunologia e parasitologia;
  • Neuroanatomia;
  • Neurofisiologia;
  • Palpação quiroprática;
  • Patologia de órgãos e sistemas;
  • Patologia geral;
  • Prática de quiropraxia;
  • Princípios quiropráticos;
  • Psicologia geral;
  • Saúde pública;
  • Semiologia;
  • Sociologia geral.
Eligis - teste vocacional e profissional

Grade do curso tecnólogo de Quiropraxia

  • Anatomia funcional;
  • Anatomia geral;
  • Atenção à saúde da criança;
  • Atenção à saúde da mulher;
  • Atenção à saúde do idoso;
  • Atenção à saúde do trabalhador;
  • Atendimento pré-hospitalar;
  • Avaliação musculoesquelética;
  • Bioestatística;
  • Biofísica e fisiologia;
  • Biologia celular;
  • Biomecânica;
  • Bioquímica;
  • Cinesiologia;
  • Diagnóstico por imagem;
  • Direitos humanos e relações étnico-raciais;
  • Educação ambiental e cidadania;
  • Embriologia e histologia;
  • Empreendedorismo;
  • Epidemiologia;
  • Ética;
  • Exames laboratoriais;
  • Farmacologia;
  • Introdução à quiropraxia;
  • Leitura e interpretação de textos;
  • Microbiologia, imunologia e parasitologia;
  • Neuroanatomia;
  • Neurofisiologia;
  • Noções de administração;
  • Palpação quiroprática;
  • Patologia;
  • Patologia de órgãos e sistemas;
  • Prática de quiropraxia;
  • Psicologia da saúde;
  • Quiropraxia desportiva;
  • Quiropraxia;
  • Saúde pública;
  • Semiologia;
  • Sociologia.

Onde estudar?

Até o momento, as instituições autorizadas pelo MEC para oferecer a faculdade de Quiropraxia são:

  • Centro Universitário FAI — bacharelado a distância;
  • Centro Universitário Unirb — bacharelado presencial;
  • Centro Universitário Facvest (Unifacvest) — tecnológico presencial;
  • Universidade Católica De Brasília (UCB) — bacharelado presencial;         
  • Universidade Anhembi Morumbi (UAM) — bacharelado presencial;        
  • Universidade Feevale — bacharelado presencial.        

Ser um quiroprata é uma ótima opção não só para aqueles que desejam investir em cursos na área de saúde, mas também para complementar a atuação ou ser a porta de entrada para outras profissões, como fisioterapia, massoterapia e, até mesmo, estética.

Aproveite que está aqui e conheça outra profissão que promove melhorias na saúde e na qualidade de vida das pessoas. Saiba mais sobre a massoterapia.

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também