Em todo o país, há faculdades que se destacam quando o assunto é formação acadêmica responsável e de qualidade, se tornando grandes nomes no mercado. Esse é o caso da Fundação Getúlio Vargas. Não é atoa que, ano após ano, muitos vestibulandos se questionam sobre quais são os cursos da FGV e como se tornar um aluno da instituição.

Por essa razão, trouxemos as principais informações sobre a faculdade e o que você precisa saber para garantir uma vida universitária produtiva e cheia de aprendizado. Acompanhe!

A FGV

A Fundação Getúlio Vargas foi fundada nos anos 40 com um objetivo claro: aprimorar a formação de futuros administradores.

Buscando, dessa forma, alinhá-los às demandas das empresas privadas e, em especial, do setor público — que passava por mudanças significativas nas estruturas do governo na época. Desde então, a FGV investiu em:

  • parcerias internacionais consagradas (com Harvard e Yale);
  • contratação de um corpo docente com vasta experiência no mercado;
  • formulação de programas acadêmicos com forte incentivo à pesquisa;
  • unidades em regiões estratégicas do país: São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Por tudo isso, não é de surpreender que a faculdade apareça no ranking de 2021 dos 556 melhores centros universitários do mundo para quem deseja ser administrador (mais precisamente, no 121º lugar), de acordo com pesquisa do instituto Quacquarelli Symonds.

Já se considerarmos apenas o nível nacional, ela é a segunda melhor faculdade do país, perdendo apenas para a USP de São Paulo (que está na 90ª posição).

FGV: cursos de graduação

Como dito há pouco, o carro-chefe da FGV é a formação em Administração. Tanto é que, além dela ser a única presente em todas as três unidades da instituição, os alunos ainda têm a opção de escolher se graduar em um dos três segmentos disponíveis:

Todos eles compartilham uma característica em comum: têm aulas em período integral nos primeiros semestres e, posteriormente, em apenas um turno (matutino ou noturno).

Porém, o de Administração de Empresas se destaca, pois a grade curricular nesse primeiro ciclo pode ser cursada totalmente em inglês. Bem legal e diferente, não é?

Fora isso, ainda há outros bacharelados disponíveis que você pode fazer no formato presencial. São eles: Economia, Ciência de Dados, Ciências Sociais, Direito, Matemática Aplicada e Relações Internacionais.

fgv

FGV: cursos EAD

cursos EAD na FGV? A resposta é sim. Você tem como estudar e se formar na faculdade caso prefira ou só possa estudar nessa modalidade de ensino. Porém, esteja atento, ok?

É que as formações a distância não são as mesmas que citamos há pouco. Ao contrário, a instituição disponibiliza apenas graduações tecnológicas no EAD. Entre elas, estão: Gestão Financeira, Marketing, Gestão Pública, Gestão Comercial e Processos Gerenciais.

Para completar, há outro ponto importante: os polos de educação onde ocorrem as atividades presenciais, a aplicação de provas e a apresentação do trabalho de conclusão do curso só estão disponíveis em quatro cidades: Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba.

Portanto, por mais que você possa assistir às aulas virtualmente ao longo do semestre, terá que ir a cada seis meses a um dos polos para cumprir com essas demandas presenciais, como é previsto no decreto nº 9057/17.

Logo, é necessário levar isso em consideração antes de se matricular, especialmente se você mora em cidades ou mesmo estados diferentes de onde estão localizados esses espaços.

FGV: cursos online gratuitos

Além das graduações presenciais e a distância, a Fundação Getúlio Vargas é conhecida por ter um grande número decursos online e gratuitos tanto para alunos quanto para não alunos. São mais de 100 cursos livres em diversas áreas de interesse, da administração pública até liderança e pessoas.

Basta acessar o site da faculdade para conferir quais são eles, a carga horária de cada um e quais os conteúdos programáticos que trazem. Como se a notícia já não fosse boa por si só, saiba que não há limite, viu?

Você pode se inscrever em quantos deles quiser para se aprofundar nos seus interesses e campos de conhecimento preferidos, tornar o seu currículo mais atrativo, cumprir com a carga horária de atividades complementares da sua formação e muito mais.

FGV: cursos gratuitos de Direito

Para quem sonha em seguir a carreira jurídica, saiba que também há cursos gratuitos de Direito na FGV. Eles duram, em média, entre cinco e 10 horas.

Sem dúvidas, são uma ótima oportunidade para expandir o seu aprendizado sobre as matérias da graduação e ficar por dentro das principais novidades e mudanças nas leis, nas resoluções e nos decretos brasileiros. Abaixo, nós listamos alguns deles:

  • Direito Eleitoral: que discute o atual formato do cenário político brasileiro, o que torna um candidato elegível ou não a um cargo público e quais são os principais conceitos sobre infrações eleitorais;
  • Direito Penal e Econômico: que aborda a interpretação jurídica sobre crimes financeiros e a relevância da presunção de inocência nos julgamentos;
  • Direito de Família: que debate sobre as formas legais de relacionamento (matrimônio e união estável) e como a família é constituída e reconhecida atualmente perante as leis.
Eligis - teste vocacional e profissional

Como estudar na FGV

O vestibular da FGV é bastante tradicional e diferente do que ocorre em outras faculdades, a começar pela inscrição. Isso porque não basta ceder os seus dados e ter o comprovante de inscrição devidamente pago.

Também é preciso escrever uma carta de motivação que explique o porquê você deseja estudar na instituição, quais as razões para querer determinado curso, sua vocação profissional e os objetivos de carreira.

O vestibular conta com vagas divididas entre a seleção regular, candidatos com nota do Enem, transferidos, portadores de diplomas, reingressantes e candidatos internacionais.

A seleção regular, que é a que acumula mais vagas, tem como principal método de seleção uma prova que reúne questões de conhecimentos gerais. Porém, para a graduação em Direito é cobrado um conteúdo extra sobre arte e cultura.

Outro ponto que não pode ficar de fora deste tópico é que aqueles que desejam cursar Administração e Administração Pública devem, após a aprovação inicial no vestibular, Enem ou ingresso internacional, passar por uma avaliação oral.

Esse momento funciona como uma segunda etapa do processo de seleção e analisa não só suas habilidades críticas e reflexivas, mas principalmente o seu interesse na área de formação escolhida.

E então, animado em saber mais sobre os cursos FGV e a história dessa faculdade? Não deixe de investigar a fundo quais são as outras particularidades das graduações oferecidas pela instituição e também de pesquisar sobre as opções de MBA e pós-graduação que ela disponibiliza. Afinal, investir em aprendizado e qualificação profissional nunca é demais!

E já que diferentes cursos foram tema deste post, aproveite para saber onde você pode fazer cursos profissionalizantes e quais deles são os mais procurados para turbinar ainda mais o currículo!

Campanha Always On Cronograma
Você pode gostar também